O começo “irreverente” da 107ª Volta a Itália volta a presentear-nos com uma grande corrida até à linha de meta já na segunda etapa. A chegada ao Santuario di Oropa viu vencer Tadej Pogacar (UAE Emirates) após um furo e… um ataque furtivo!

PUB
Cube Stereo ONE

Na terra de San Francesco al Campo foi dado o tiro de partida para mais uma emocionante etapa com 161 kms de extensão. Contudo, os muitos ataques e com muitas equipas a quererem fazer-se representar na fuga do dia, fez com que percorridos poucos kms tivéssemos cinco corredores destacados.

O grupo fugitivo era constituido por: Martin Marcellusi e Filippo Fiorelli (Bardiani CSF Faizanè), Andre Piccolo (EF Education-Easy Post), Davide Bais (Team Polti Kometa) e Christian Scaroni (Astaną).

A etapa seguiu controlada pelo pelotão que era encabeçado à vez pela equipa da UAE Emirates e Ineos-Grenadiers, permitindo aos fugitivos atingir uma diferença que chegou a rondar os 3m29s.

Na frente Fiorelli passa em primeiro na contagem dos pontos intermédia e repete a façanha na meta montanha Intergiro.

Atrás, o pelotão começa a apertar o ritmo e a diferença a cair para a frente da corrida. Por outro lado, o grupo de fugitivos começa a medir forças, e, Andrea Piccolo arranca a solo e sem resposta. O ciclista da EF Education-Easy Post passa em primeiro no alto da Oasi Zegna e também na contagem de Nelva. Segue isolado até à última dificuldade do dia onde é alcançado.

A aproximação à mítica subida do Santuario di Oropa faz-se de forma furiosa e com alguns azares à mistura. Sendo o principal afetado Tadej Pogacar, que sofre um furo na roda da frente e chega mesma a cair a 11 kms do fim. Ainda assim consegue retomar a posição no pelotão rapidamente.

PUB
Giant TCR 2024

Pogacar chega ao pelotão e a UAE Emirates imprime ritmos que desfazem por completo o grupo dos favoritos. Rafal Majka (UAE Emirates) serve de rampa de lançamento para o ataque de Pogacar, que, apesar de levar na roda Ben O’Connor (Decatlhon AG2R La Mondiale Team) e Gerainth Thomas (Ineos-Grenadiers), estes pouco tempo aguentam na roda do esloveno…

Pogacar segue então “tranquilamente” até à meta, conquistando a primeira etapa na Volta a Itália 2024. Martínez (Bora-Hansgrohe) fecha no segundo posto, a 27 segundos, e Thomas fecha o pódio também a 27 segundos.

Feitas as contas da geral, Pogacar é agora lider com 45 segundos de vantagem para o britânico Geraint Thomas, que ocupa o segundo lugar, e o mesmo tempo para Daniel Martínez, que é terceiro.

Classificação geral após etapa 2

Filippo Fiorelli assume a vantagem na classificação dos pontos (42 pontos); Pogacar é lider na montanha (51 pontos); e Cian Uijtdebroeks (Visma Lease-a-Bike) é lider da juventude.

Mais info:


Crédito imagens: website Giro de Itália

Também vais gostar destes!