Será um mês de julho estranho, sem os dias passados a ver a Volta a França. Para os ciclistas e restantes membros das suas equipas, também não será um mês normal ao não se estar a viver as emoções da grande volta, que continua a ser a maior referência entre as corridas mundiais. Vamos ter de esperar pelo final de agosto. Contudo, está aí a Volta a França em versão virtual, mas com grandes nomes bem reais.

- - - Pub - - -

Specialized Recolha em Loja

Durante a paragem forçada devido à pandemia, o ciclismo virtual ganhou outra expressão. Organizaram-se treinos com equipas e quem quisesse participar – as formações portuguesas também o fizeram – e até houve corridas, como uma Volta a Flandres, um dos cinco monumentos, ganha por Greg van Avermaet (CCC). Nem todos os ciclistas são particularmente fãs do virtual – Peter Sagan, por exemplo -, mas foram muitos os que acabaram por estar bastante ativos neste tipo de plataformas.

E a Volta a França virtual não vai ser diferente. Chris Froome (quatro vezes vencedor da corrida real, claro), Geraint Thomas (uma vez) e Egan Bernal (vencedor em 2019) são nomes confirmados. O trio da Ineos. Adam Yates (Mitchelton-Scott) também, assim como Van Avermaet.

Homens e mulheres à procura de vitórias

Mas este Tour não é só para homens. Haverá uma classificação feminina e logo à cabeça destaca-se uma das maiores referências de sempre do ciclismo entre as mulheres: Marianne Vos. Três vezes campeã mundial, campeã olímpica, cinco Flèche Wallonne e duas La course by Le Tour de France, a última no ano passado. E isto é apenas uma pequena parte do currículo desta atleta de 33 anos, atualmente na CCC-Liv.

Outro grande nome será o de Anna Van der Breggen, ciclista de 30 anos da Boels-Dolmans. Mais uma campeã do mundo e olímpica, vencedora de dois Giros, uma Volta a Flandres, duas Liège-Bastogne-Liège… E o currículo de vitórias é longo!

“Não consigo imaginar o mês de julho sem ciclismo. Graças à Volta a França virtual, que será transmitida na televisão, os campeões e os seus fãs vão poder preencher esse vazio deixado pela Volta a França, que irá reunir o público em Nice a 29 de agosto”, afirmou Christian Prudhomme, diretor da Volta a França (real).

O percurso

A Volta a França virtual vai decorrer nos próximos três fins de semana, a começar já este sábado. As etapas serão idênticas para homens e mulheres e serão percorridas na famosa plataforma de ciclismo virtual Zwift. Haverá subida ao Mont Ventoux e chegada aos Campos Elísios, como não poderia deixar de ser.

E para quem quiser ver na televisão, a transmissão está garantida em vários países, incluindo Portugal. A partir das 14 horas é só ligar na RTP2.

LÊ TAMBÉM:  Uma Canyon muito especial que une o ciclismo à paixão pela fotografia

Sábado, dia 4 de julho. 1ª etapa: Nice, 36.4 km (4 x 9.1 km, etapa “acidentada”) – por Watopia lado com sobe e desce
Domingo, 5. 2ª etapa: Nice, 29.5 km (682 metros de subida, montanha) – Watopia montanha
Sábado, 11. 3ª etapa: Nordeste de France, 48 km (2 x 24 km, plana) – Rota França R.G.V
Domingo, 12, 4ª etapa: Sudoeste de França 45.8 km (2 x 22.9 km, “acidentada”) – Rota por França Casse-Pattes
Sábado, 18, 5ª etapa: Mont Ventoux, 22.8 km (final em Chalet-Reynard, montanha) – Etapa rainha
Domingo, 19, 6ª etapa: Paris, Campos Elísios, 42.8 km (6 voltas ao circuito)

Camisolas em disputa e regulamento

A icónica amarela, a verde dos pontos e das bolinhas vermelhas vão estar em disputa. Porém, não significa que seja usada pelo ciclista que a ganhou. Ou seja. Os corredores não precisam de participar em todas as etapas. Froome pode vestir a amarela num sábado, mas não correr no domingo, por exemplo. A equipa decide quem vai envergar a camisola quando isso acontecer.

Haverá também prémio para o ciclista mais agressivo assim para o melhor jovem (sub-25), que neste caso vestirá a camisola branca.

As equipas

Femininas: Alé BTC Ljubljana, Team Arkéa, Boels-Dolmans, Canyon//SRAM Racing, CCC-Liv Team, Ceratizit–WNT, Drops, FDJ Nouvelle-Aquitaine Futuroscope, Lotto Soudal, Mitchelton-Scott, Parkhotel Valkenburg, Rally Cycling, TIBCO-Silicon Valley Bank, Trek-Segafredo, Twenty20, Sunweb, Valcar Travel & Service.

Masculinas: AG2R, Arkéa Samsic, Alpecin-Fenix, Astana, B&B Hotels-Vital Concept, Bahrain-McLaren, Bora-Hansgrohe, CCC, Cofidis, Circus-Wanty Gobert, Deceuninck–Quick-Step, EF Pro Cycling, Groupama-FDJ, Israel Start-Up Nation, INEOS, Jumbo-Visma, Lotto-Soudal, Mitchelton-Scott, NTT, Rally Cycling, Sunweb, Total Direct Énergie e Trek-Segafredo.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.