A primeira etapa do Tour 2024 prometia, e cumpriu! Que corrida, que vitória! Épica. No final dos 206 quilómetros, entre Florença e Rimini, houve suspense e apoteose. Venceu o francês Romain Bardet, coroando uma fuga tardia perfeita.

PUB
Nova Mondraker Dune

Entre os portugueses, João Almeida (UAE Emirates) e Rui Costa (EF Education EasyPost) chegaram integrados no grupo principal, a cinco segundos do duo da dianteira, enquanto Nelson Oliveira (Movistar) chegou à meta 18.46 minutos depois.

Partindo para a ofensiva a 52 quilómetros da chegada, o Bardet juntou-se ao seu companheiro de equipa da dsm-firmenich PostNL, Frank van den Broek, na liderança da corrida e os dois conseguiram resistir à perseguição do pelotão restrito.

PUB
Beeq

O neerlandês Van den Broek deixou a vitória para o seu líder, que assim vestiu a camisola amarela pela primeira vez na carreira… no seu último Tour! Recorde-se que o francês, de 33 anos, já anunciou que se retiraria em 2025, após o Critério do Dauphiné.

Atrás, no grupo que reduzido pelotão, entre os principais homens para a geral, apenas o francês David Gaudu (Groupama-FDJ) não estava incluído. No sprint, o mais rápido foi o belga Wout Van Aert (Visma-Lease a Bike), que ficou com o 3.º lugar etapa.

PUB
Orbea Genius Dealers

A corrida começou definitivamente a definir-se na Côte de Barbotto (2.ª categoria), a cerca de 60 quilómetros da meta, quando a UAE Emirates explodiu o pelotão.

Muitos corredores ficaram para trás, incluindo Arnaud De Lie (Lotto Dstny), Magnus Cort Nielsen (Uno-X Mobility), Mathieu van der Poel (Alpecin-Deceuninck) e Michael Matthews (Jayco AlUla).

Mas também alguns líderes, como os franceses David Gaudu (Groupama-FDJ) e Kevin Vauquelin (Arkéa-B&B Hotels).

No grupo que se mantinha em fuga desde o início da etapa, já restavam Jonas Abrahamsen (Uno-X), Madouas e Van den Broek.

Quando os fugitivos estavam com apenas 1.15 minutos de vantagem sobre o pelotão, a 50 quilómetros da meta, Romain Bardet ataca. O francês ganha rapidamente avanço e não demora a fazer a ponte, auxiliado na fase final dessa tarefa pelo companheiro de equipa Van den Broek, que descaiu do trio de fugitivos.  À frente, ficam cinco corredores.

Atrás, a Visma-Lease a Bike toma as rédeas da perseguição para Wout van Aert e a vantagem começa a baixar lentamente. No entanto, na Côte de San Leo (2.ª cat.), Jonas Abrahamsen (o primeiro rei da montanha deste Tour) e depois Madouas, não resistem ao ritmo do duo, e no pelotão ataca Ben Healy (EF Education-EasyPost).

A 35 quilómetros do final, Bardet e Van den Broek estavam com 1 minuto sobre Healy e 1’45” de um pelotão de cerca de 50 corredores. Pareciam com pouca margem…

Entretanto, outro drama ocorria muitos minutos atrás. A luta de Mark Cavendish e de Fabio Jakobsen no grupetto para não serem eliminados da corrida por terminarem fora do horário máximo permitido.

No caso do britânico – que teve mais de meia equipa da Astana a ‘rebocá-lo’ – seria quebra do sonho de bater o recorde de vitórias em etapas (34) que partilha com Eddy Mercx… logo no primeiro dia…  Sir Cav conseguiu, enfim, evitar a desclassificação por pouco, terminando a tirada 39.12 minutos depois do vencedor… Ainda assim a 10 minutos do tempo limite.

Na frente da corrida, os dsm-firmenich não cediam e chegaram ao topo da última dificuldade do dia, a Côte de San Marino (3.ª cat.), com 1’40” de vantagem sobre o pelotão, depois de Ben Healy ter abdicado da sua iniciativa.

Restava, então, a descida e 15 quilómetros de terreno plano. A caçada aos dois fugitivos era movida por três equipas, EF Education-EasyPost para Alberto Bettiol, Visma para Van Aert e Lidl-Trek para Mads Pedersen.

A 10 km, Bardet e Van den Broek tinham 50 segundos de vantagem e a 3 km um pouco mais de 20″. A dúvida persistia, mas o francês e o neerlandês continuaram a dar tudo o tinham. Van den Broek faz um enorme revezamento nos últimos 500 metros, antes de deixar Bardet vencer!

É a quarta vitória do francês no Tour, o seu último. Um dia excecional para a dsm-firmenich PostNL e para o seu jovem corredor Frank van den Broek, que se estreia na Volta a França.

Mais info e classificações:

 


Crédito da imagem principal: Lusa / EPA / Guillaume Horcajuelo

Também vais gostar destes!