O neerlandês Marijn van den Berg (EF Education-Easy Post) venceu a quarta etapa da Volta à Catalunha, numa tirada discutida ao sprint que não ameaçou as contas da geral e que foi oportunidade talvez única para os velocistas nesta edição da corrida espanhola.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Depois do trio de fugitivos do dia, Thomas De Gendt (Lotto Dsnty), Idar Andersen (Uno-X) e Urko Berrade (Kern Pharma) ter tido o seu momento de fama na quarta etapa da corrida catalã, uma aventura que terminou na aproximação à meta em Lleida, no pelotão massivo os corredores rápidos entraram em cena para se defrontarem.

O mais rápido foi o neerlandês Marijn van den Berg (EF Education-EasyPost), vencedor de uma corrida do WorldTour pela segunda vez na sua carreira depois de uma etapa na Volta à Polónia em 2023.

Van den Berg, de 24 anos, impôs-se ao belga Arne Marit (Intermarché-Wanty), segundo, e do letão Emils Liepins (dsm-Firmenich), terceiro.

Tadej Pogacar terminou, em segurança, integrado no pelotão, e mantém a liderança da classificação geral, com 2.27 minutos de vantagem sobre o espanhol Mikel Landa (Soudal Quick-Step), segundo, e 2.55 em relação ao russo Aleksandr Vlasov (BORA-hansgrohe), terceiro, que também não tiveram dificuldades para concluir a etapa com o mesmo tempo do vencedor.

Tranquilidade que se estendeu a João Almeida (UAE Emirates) que se mantém na 10.ª posição à geral, a 3.52 minutos do companheiro de equipa Pogacar.

Na sexta-feira, a quinta etapa liga Altafulla a Viladecans, em 167,3 quilómetros.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Classificações


Créditos da imagem: Volta à Catalunha Twitter – https://twitter.com/VoltaCatalunya/status/1770835739531419840/photo/1

Também vais gostar destes!