Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) repetiu a façanha de Julian Alaphilippe na etapa de abertura e venceu ao segundo dia do Tour de França, ascendendo à liderança da classificação geral que era do corredor francês da Deceuninck-QuickStep.

PUB
Specialized Levo

O holandês desferiu um fortíssimo ataque no quilómetro final da subida do Mûr-de-Bretagne, que coincidiu com a meta, e ao cortar a linha de chegada apontou para o céu, em homenagem ao seu avô, Raymond Poulidor.

Van der Poel impôs-se, por seis segundos, ao segundo classificado, Tadej Pogacar (UAE Emirates), que por sua vez superou Primoz Roglic (Jumbo-Visma) e Wilco Kelderman (Bora-Hansgrohe), terceiro e quarto na etapa, respetivamente.

O corredor da Alpecin-Fenix experimentou a sua jogada vitoriosa ao atacar na primeira passagem pelo Mûr-de-Bretagne, isolando-se à primeira passagem pela meta, o que lhe permitiu bonificar oito segundos, novamente à frente de Pogacar e Roglic.

Van der Poel foi reintegrado no pelotão principal na descida e foi a Ineos a meter o ritmo nos quilómetros finais. Richie Porte liderou na subida, anulando um ataque de Davide Formolo (UAE Emirates). Nairo Quintana (Arkéa-Samsic) foi o próximo a atacar, saltando a 1,2 km do fim, mas a sua jogada foi intercetada por Van der Poel, que fez, a faltarem 800 metros, a aceleração final, irresistível aos demais.

O camisola amarela, Julian Alaphilippe, teve que se contentar com o quinto lugar, oito segundos atrás do vencedor, o tempo que passa a ter de desvantagem para o novo líder, Van der Poel, na segunda posição da classificação geral. Pogacar e Roglic já são terceiro e quarto, por esta ordem, a 13 e 14 segundos. Richard Carapaz é o melhor da Ineos, a 31 segundos, na 18.ª posição, à frente de Geraint Thomas, a 41 segundos (20.º).

PUB
Giant TCR 2024

Imagens: Tour.fr e BettiniPhoto

Também vais gostar destes!