No próximo domingo, dia 10, realiza-se o Douro Granfondo, que regressa após adiamento da edição de 2020 devido à pandemia de Covid-19. O evento organizado pela empresa BikeService e dirigido a praticantes de ciclismo amadores volta a ter partida e chegada a Peso da Régua (centro nevrálgico de todas as operações) e o percurso desenhado pela região do Alto Douro Vinhateiro, de 142 quilómetros de extensão e 2200 metros de desnível acumulado (Granfondo).

PUB
Orbea

O Mediofondo (94 km e 1750 m) e o Minifondo (75 km; 800 m) mantêm-se como provas ‘secundárias’, num programa subordinado ao protocolo da organização na prevenção de contágio pelo novo coronavírus.

O percurso do Granfondo, alterado do original de 2020 devido às referidas contingências anticovid, é menos exigente do que é tradicional no ‘Douro’. Todavia, a dureza do relevo e a beleza paisagística que caracterizam o evento estão garantidas, para corresponder ao que propõe um evento com essa denominação.

O trajeto

O trajeto principal arranca, como é também habitual, pela marginal do Douro em direção ao Pinhão, por terreno plano durante cerca de 22 km, após o que se inicia a primeira subida categorizada (2.ª), São João da Pesqueira, igualmente conhecida de outras edições.

São 14 km a uma inclinação média de 4,2%, com um máximo por média/km de 5,9%, ao terceiro quilómetro. No resto, a pendente é regular, entre os 5-3% (médios), suavizando no derradeiro quilómetro, em falso plano (1,4%).

No topo estarão cumpridos 40 km, ao que se segue uma ligação em relevo ondulado até ao 58 km, quando surgirá uma descida de 6 km que levará ao início da segunda (e última) contagem de montanha (2.ª cat.).

PUB
Polisport MudPro

A subida de Penedono tem 13 km a 3,5%, e difere essencialmente da primeira (S. João da Pesqueira) por ser entrecortada por dois quilómetros intermédios planos (7 e 8), culminando, à imagem daquela, em dois quilómetros de inclinação mais suaves (2,1 e 2,4%). No resto, os quatro quilómetros iniciais são os mais exigentes, embora sem ultrapassar os 6% médios (4 km).

De qualquer maneira, as dificuldades não se esgotam nesta subida, que se atinge aos 82 km. Logo a seguir a uma pequena descida, segue-se uma igualmente curta, mas mais inclinada subida, coincidente com o ponto de maior altitude do Granfondo.

O que resta do percurso é um ‘parte pernas’, do km 96 ao 112, com mais do que meros topos (três), que pode esconder algumas surpresas pela inclinação (não referenciada no road-book), e certamente endurecerá o nível de esforço, adicionado à acumulação da distância/tempo.

A exigência do traçado não acaba naquele ponto. A descida que se segue, da Desejosa, com 8 km e forte inclinação, além de altamente técnica (incluindo passagens em pavé), requer uma abordagem cautelosa. Após o que se volta à altitude mínima da prova, as margens do Douro, faltando a longa reta de 22 km de regresso ao ponto de partida, Peso da Régua, para fechar o desafio.

GoRide.pt presente!

O GoRide.pt vai participar no Douro Granfondo e contar-te-á tudo sobre esta aventura sobre duas rodas. Fica atento!

Mais info:

PUB
BH iLynx Trail 2022

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

Goride Team
Toda a GoRide Team alimenta este site como se não houvesse amanhã :) Damos preferência a tudo o que envolver diversão em cima de uma bike!

    Também vais gostar destes!