Vincenzo Nibali tentou num ataque com o seu companheiro de equipa Giulio Ciccone isolarem-se na subida final da 12.ª etapa do Giro de Itália, mas ambos foram neutralizados pela equipa do líder Egan Bernal.

PUB
Beeq

No entanto, o ‘Tubarão de Messina’ insistiu na descida subsequente, que antecedeu a meta, numa demonstração de tenacidade, ganhando sete segundos ao camisola rosa colombiano e aos restantes candidatos à geral do Giro de Itália.

Apesar do esforço, o veterano corredor da Trek-Segafredo reduziu aquele curto hiato tempo a desvantagem que agora é de 4m04s para Bernal na classificação geral.

A etapa foi ganha por Andrea Vendrame (AG2R Citroën), que se impôs na meta, em Bagno di Romagna, a Chris Hamilton (Equipe DSM). Quinze segundos depois, Gianluca Brambilla (Trek-Segafredo) bateu George Bennett (Jumbo-Visma) na luta pelo terceiro lugar, depois da marcação entre ambos ter-lhe custado a disputa pela vitória com aquele duo.

PUB
Giant TCR 2024

O pelotão com os corredores principais terminou 10m14s depois, sempre encabeçado pela Ineos Grenadiers em proteção ao seu líder Egan Bernal.

Nesta etapa, a Movistar ficou sem o chefe-de-fila, Marc Soler, vítima de queda nos primeiros quilómetros.

Também vais gostar destes!