A 19ª etapa do Tour 2023 disputou-se entre ataques, contra-ataques, fugas, perseguidores e um trio que novamente discutiu a vitória ao sprint sem os sprinters… Matej Mohoric (Bahrain-Victorious) bateu na linha de meta Kasper Asgreen (Soudal-Quickstep), que havia vencido ontem…

PUB
TrekFest 2024

Com 173 kms entre Moirans en Montagne e Poligny, as características da etapa assentavam aos sprinters e aos homens mais possantes do pelotão, com a chegada a ser numa reta com cerca de 7 kms de comprimento. E seriam mesmo esses os intervenientes mais ativos na etapa.

A primeira fuga a conseguir escapar era constituída por Mads Pedersen (Lidl-Trek) e Alexey Lutsenko (Astana), que ao km 18 ganharam vantagem sobre o pelotão. Vantagem essa que seria eliminada poucos kms depois, mais precisamente ao km 37, devido aos intensos e repetitivos ataques que aconteciam no pelotão.

Os “esticões” fizeram com que o pelotão chegasse mesmo a dividir-se, e aqui o principal afetado foi Adam Yates (UAE Emirates), que ficou retido na segunda metade do pelotão.

Com cerca de um terço da etapa percorrida saltam do pelotão nove ciclistas: Julian Alaphilippe (Soudal-Quick Step), Warren Barguil (Arkea-Samsic), Jack Haig (Bahrain Victorious), Nils Politt (Bora-Hansgrohe), Pedersen (Lidl-Trek), Georg Zimmermann (Intermarché-Circus-Wanty), Campenaerts (Lotto-Dstny), Tiesj Benoot (Jumbo-Visma) e Matteo Trentin (UAE Team Emirates).

Com a falta de representação de algumas equipas, neste caso a Israel, a Uno-X e a EF Education, estas uniram esforços na frente do pelotão com ritmos elevados na tentativa de reagrupar os dois grupos e lançar novo cenário  de corrida.

Com alguns azares e avarias mecânicas no grupo da frente, eis que chegam não um, não dois, nem três… mas sim mais de 30 novos elementos e que traziam consigo nomes importantes como Jasper Philipsen e Mathieu van der Poel (Alpecin-Deceuninck) e Tom Pidcock (Ineos Grenadiers), por exemplo.

Deste grupo destacam-se Simon Clarke (Israel-Premier Tech) e Campenaerts (Lotto-Dstny). Simon não aguentou a mudança de ritmo e abandonou a frente da corrida, deixando o atleta da Lotto seguir isolado na frente.

Na principal dificuldade do dia, o Côte d’Ivory, com cerca de 2.300 metros de extensão e pendente média de 6,2%, os ataques “aquecem” no grupo perseguidor, e com isto saltam três nomes em busca da liderança da etapa: Asgreen, O’Connor e Mohoric, deixando imediatamente Campenaerts descolado na descida…

O trio vê-se numa situação parecida à da etapa do dia de ontem e são perseguidos de perto pelo grupo imediatamente atrás, que continha os homens mais rápidos da Volta a França. Heroicamente conseguem manter a diferença, que a 10 kms da meta era de apenas 20 segundos…

O’Connor tenta surpreender ainda de longe, mas Asgreed queria somar a segunda vitória nesta edição e Matej entregar a terceira à equipa, e o querer de ambos era tão grande que foi com recurso à tecnologia que o vencedor ficou decidido: Matej Mohoric por 0.004 segundos!

Na geral, as contas mantém-se e os ciclistas que ocupam o top 10 aproveitaram para poupar energias para a difícil etapa de amanhã. Assim sendo, Jonas Vingegaard continua líder, com Tadej Pogacar (UAE Emirates), a 7m35s, e Adam Yates, a 10m45s.

Punchy Profile Produces Fast Day Of Racing! | Tour De France 2023 Highlights - Stage 19

Mais info:

Lê também:

Tour 2023 – 18ª etapa: a fuga insiste e Asgreen vence! [com vídeos]

Imagens: Twitter Volta a França

Também vais gostar destes!