Cada vez mais procuradas pelo praticante de BTT nas vertentes de trail, all mountain, enduro e até XC, quem sabe, as e-bikes de BTT são verdadeiros fenómenos nos trilhos: robustas, rápidas, dinâmicas e quase sempre muito bem equipadas ao nível das suspensões, transmissão, rodas e muitos outros componentes.

- - - Pub - - -

Specialized Recolha em Loja

Os grupos de BTTistas com e-bikes são cada vez mais e atraem novos praticantes todas as semanas, pelo que as dúvidas em torno destes tipos de bike são cada vez mais e fazem parte dos contactos que recebemos frequentemente. Até porque, dada a vasta oferta por praticamente todas as marcas, pode ser complicado fazer a escolha certa. E o investimento é seguramente avultado.

Nesse sentido, e porque sabemos que os 5.000 euros podem ser o budget máximo de muitos ciclistas que procuram boas e-bikes de BTT, aqui fica uma seleção que fizemos com esse “tecto máximo”. Não tivemos oportunidade de experimentar os modelos em causa, mas, a julgar pelas listas de especificações e potencialidades, ficarás bem servido com qualquer uma destas e-bikes de BTT.

E-bikes de BTT: 11 modelos a ter em conta

Cannondale Moterra NEO+ 5

Quadro: Alumínio
Motor: Shimano Steps E8000
Bateria: 504 Wh
Suspensão frontal: SR Suntour XCR LO 140mm – Boost
Amortecedor traseiro: X-Fusion 02 Pro RL 150mm
Pedaleiro: FSA Shimano E-bike
Desviador: Shimano Deore M6000 10x
Cassete: Shimano HG500, 11-42, 10x
Travões: Shimano MT200, discos 180 mm
Rodas: WTB STX i25, TCS -32h – Tubeless ready
Preço: 4.099 euros
Site importador: www.cannondale.com/enwww.can

Uma verdadeira todo o terreno, com a particularidade de apresentar um centro de gravidade baixo, o que confere uma aderência mais efetiva, garante a marca.

A Cannondale refere ainda que a geometria de escoras mais curtas tornam-na bastante intuitiva nos single tracks “revirados” e técnicos. Em conjunto o torque do motor Shimano Steps E8000, permite-nos ter aproximademente 100 kms de pura adrenalina, ou seja, de autonomia.

 

Canyon Spectral:ON CF 7.0

Quadro: Carbono
Motor: Shimano Steps E 8000 250 watt
Bateria: Shimano Steps E 8035 504watt
Suspensão frontal: RockShox Lyrik Select, 150 mm
Amortecedor traseiro: RockShox Deluxe select
Pedaleiro: Shimano E8000
Desviador: Shimano Deore XT M8100 SGS
Cassete: Shimano SLX, 10-51, 12 velocidades
Travões: Shimano MT520, 4 pistões
Rodas: RaceFace, Tubeless Ready, 35 mm
Preço: 4.199 euros
Site importador: www.canyon.com/pt-pt

Não há duvidas que a Canyon está forte no setor das e-bikes de BTT, e nos últimos tempos dedicou-se mais a estes modelos para não perder para os seus concorrentes mais diretos. E fê-lo em diferentes vertentes.

Referente a esta Spectral:ON CF 7.0: além de esteticamente ser bem “engraçada”, destaca-se de imediato face às suas principais rivais pelo quadro em carbono (escora traseira em alumínio).

Tem a particularidade de contar com roda de 29” na dianteira e 27,5” na traseira, o que pode assegurar mais desempenho nos singletracks mais revirados.

Para, mais com os imponentes pneus 2.6 (atrás) e o motor Shimano Steps E8000, todos os percursos de pedra solta não vão certamente ser dificuldade na rota traçada.

 

Giant Trance X E + Pro 29 3

Quadro: Alumínio
Motor: GiantSyncDrive Pro
Bateria: 625 watts
Suspensão frontal: RockShox 35 Gold RL Debon Air 150 mm
Amortecedor traseiro: Fox Float
Desviador: Shimano Deore 12 velocidades
Cassete: Shimano CS-M6100, 10-51 – 12 velocidades
Travões: Shimano BR-M420, 4 pistões – discos 203 mm
Rodas: Giant AM 29”, tubeless ready, 30 mm
Preço: 4.475 euros
Site importador: www.giant-bicycles.com/pt

A nova Trance X E + Pro 29 dá-nos a liberdade de percorrer os caminhos mais exigentes da maneira que pretendemos, garante a Giant.

LÊ TAMBÉM:  Titan Desert: “Estórias” para a vida (a caminho da 10ª participação!)

Permite-nos escolher a potência total para facilitar o esforço a pedalar ou mesmo ajustá-la de forma menos agressiva.

A suspensão com 140 mm de curso e 150 mm na frente, bem como a geometria do quadro concebido para rodas de 29 polegadas, faz com que a Trance seja uma bike rápida, confortável e eficiente, pelo que garante a marca.

 

Trek PowerFly FS 4 625W

Quadro: Alumínio
Motor: Bosch Performance CX, 250 watt, 75 Nm
Bateria: Bosch PowerTube 625
Suspensão frontal: SR Suntour XCR 34t– 15 x 110 Boost
Amortecedor traseiro: SR Suntour Edge R, 190 x 45mm
Pedaleiro: FSA Bosch CK-220, 36t, 165 mm
Desviador: Shimano Deore M5120
Cassete: Shimano Deore M4100, 11-46, 10 velocidades
Travões: Tektro HD-M275, 4 pistões – discos 203 mm
Rodas: Alex MD35, tubeless ready, 35 mm
Preço: 4.299 euros
Site importador: www.trekbikes.com/pt/pt_PT

A Powerfly FS 4 625 é uma e-bike de suspensão total concebida para aventuras em trilhos irregulares.

A configuração da suspensão amortece as trepidações de terrenos irregulares e o sistema de transmissão elétrico da Bosch, junto com a bateria de 625 watts, prometem mais autonomia para explorar as subidas pelos singletracks a cada km.

Os tamanhos XS e S estão equipados com rodas de 27,5” e a partir do M com rodas de 29”.

O controlador Purion inclui a função Walk Assist, sendo que os outros modos fazem com que a bike forneça a potência exata conforme o tipo de terreno onde estamos a pedalar.

 

Superior eXF 8089

Quadro: Alumínio
Motor: Shimano Steps EP 800 250 watts
Bateria: Darfon, 504 Wh
Suspensão frontal: SR Suntour XCR 34, 140 mm
Amortecedor traseiro: RockShox, 210 x 50 mm
Pedaleiro: FSA Bosch CK-220, 36t
Desviador: Shimano Deore M5120
Cassete: Shimano Deore M4100, 11-46, 10 velocidades
Travões: Tektro HD-M275, 4 pistões – discos 203 mm
Rodas: Alex MD35, Tubeless Ready, 35 mm
Preço: 3.999 euros
Site importador: tecnocycle.com

A nova SUP eXF 8089 será certamente uma grande aposta do importador da marca para este ano, dado que não chega aos 4.000 euros.

Mas a grande surpresa é o nível de equipamento que esta e-bike integra, pois a nível de motor conta com o novo Shimano EP8 com 504 Wh. Já a bateria promete mais de 100 kms de autonomia, numa relação que a marca diz garantir o máximo desempenho, um nível de ruído baixo e a capacidade de adaptação perfeita ao rider.

A geometria do quadro e o design, à primeira vista, nem parecem os de um e-bike de BTT, com a integração perfeita da bateria num down tube pouco volumoso.

 

Focus Jam2 6.7 nine

Quadro: Alumínio
Motor: Bosch Performance CX Gen4, 85NM 250W
Bateria: 625 Wh
Suspensão frontal: RockShox Recon RL, 150 mm
Amortecedor traseiro: RockShox, 210 x 55 mm
Pedaleiro: FSA Bosch CK-220, 36t, 165 mm
Desviador: Shimano SLX M7100
Cassete: Shimano SLX M7100, 10-51, 12 velocidades
Travões: Shimano, 4 pistões – Discos 203mm
Rodas: RaceFace / Novatec, tubeless Ready
Preço: 4.899 euros
Site importador: tecnocycle.com

Esta Focus conta com um quadro em alumínio com bateria integrada e removível de 625 Wh e com o motor Bosch de 4ª geração com 85 NM de binário.

A marca promete assim uma e-bike dinamicamente perfeita, com as duas rodas na dimensão de 29” e apetência para qualquer terreno, desde as descidas rápida saos single tracks mais fluidos.

Está disponível nas cores preta e em azul petróleo. Existe também o modelo Jam2 6.7 Plus, exatamente igual ao modelo nine, mas com rodas de 27,5”.

LÊ TAMBÉM:  Titan Desert: Mantecón termina com hegemonia de Betalú, Galicia dominou

 

Merida eOne-Sixty 500

Quadro: Alumínio
Motor: Shimano Steps EP 800 250 watt, 85 Nm
Bateria: Shimano E8036 630Wh
Suspensão frontal: RockShox 35 Gold RL 160 mm
Amortecedor traseiro: RockShox Deluxe Select+ 150m
Pedaleiro: Shimano CRE 70 B – 34t
Desviador: Shimano Deore RDM5100
Cassete: Shimano M5100, 11-51t, 11 velocidades
Travões: Shimano M4100 4 pistões – Discos 203 mm
Rodas: Merida, Tubeless Ready, 29 mm
Preço: 4.799 euros
Site importador: www.merida-bikes.com/pt-pt

A Merida foi dos primeiros fabricantes a revelar a integração dos motores Shimano EP8 e está patente na eOne-Sixty 500 esta sinergia.

Provavelmente dos modelos com um curso maior de suspensões; quanto a equipamento, tudo muito fiável, a julgar pelo que já conhecemos.

Uma e-bike com algumas particularidades curiosas, tais como o facto de ambas as rodas contarem com dois guarda lamas perfeitamente integrados, e o facto de já estar equipada com luzes na dianteira e na traseira.

 

BH Atom Lynx 5.5 Pro-L

Quadro: Alumínio
Motor: Brose Smag
Bateria: 720Wh
Suspensão frontal: RockShox Recon Rl 140 mm
Amortecedor traseiro: RockShox Deluxe Debonair
Pedaleiro: Praxis 32t – 165 mm
Desviador: Shimano Deore RDM5100
Cassete: Shimano M5100, 11-51, 11 velocidades
Travões: Shimano MT 420, 4 pistões – Discos 203 mm
Rodas: Alexrims EXR30 TR
Preço: 4.799 euros
Site importador: www.bhbikes.com/pt_PT

Uma bike para quem procura uma solução elétrica de design inovador. A geometria High Performance permite obter o máximo rendimento, refere a BH, com uma rigidez notória após alguns kms.

A conceção do quadro com o sistema X System patenteado e projetado em parceria com a Item Design Works é uma das “causas” disso mesmo.

Está presente neste modelo um motor Brose Smag, conhecido pela reduzida dimensão, auxiliado por uma bateria com 720 Wh. Particularidade interessante: extrairmos a bateria por cima.

Com vários níveis de assistência: Eco 75%, Eco+ 150%, Sport 250% e Boost 410%.

 

Cube Stereo Hybrid 140 HPC Sl 625

Quadro: Carbono
Motor: Bosch de 4ª geração, 85 Nm
Bateria: Bosch Power Tube 625Wh
Suspensão frontal: Fox 34 Rhythm, 140 mm
Amortecedor traseiro: Fox Float
Pedaleiro: Acid E-Crank – 34t
Desviador: Shimano XT
Cassete: Shimano XT, 10 – 51, 12 velocidades
Travões: Shimano XT 4 pistões – Discos 203mm
Preço: 4.699 euros
Site importador: www.lpl.com.pt

Uma das nossas preferidas, principalmente por ter quadro em carbono dentro do intervalo de preço que fica abaixo dos 5.000 euros.

Este modelo continua a ser uma das opções mais pretendidas pelos adeptos das e-bikes de BTT de suspensão total . Porquê? Desde logo o quadro em carbono, como já referimos, e a qualidade dos componentes que a integram, regra geral sempre um degrau acima das suas concorrentes.

Neste caso: motor Bosch de 4ª geração, suspensões Fox e bateria de 625 WH, entre tantos outros a juntar à sempre excelente imagem das bikes a nível de cores e gráficos. Tudo isto a somar a um preço bastante competitivo.

 

Scott Genius eRide 930

Quadro: Alumínio
Motor: Bosch 4ª geração, 85 Nm
Bateria: 625Wh
Suspensão frontal: RockShox 35 Gold RL – curso 160 mm
Amortecedor traseiro: X-Fusion Nude
Pedaleiro: FSA CK-745 165MM – 34t
Desviador: SRAM SX Eagle
Cassete: SRAM, 12 velocidades, 11-50t
Travões: Shimano XT 4 pistões – Discos 203 mm
Rodas: Syncros 30mm / tubeless ready
Preço: 4.899 euros
Site importador: www.jasma.pt/pt-pt

A nova Genius eRide permite horas de diversão total, afiança a Scott. Concebida com o motor da nova gama Bosch Performance CX de 4ª geração, agora 48% menor e 25% mais leve em comparação com a geração anterior. Todo mais compacto e com mais potência: 75Nm.

LÊ TAMBÉM:  Já chegaram as novas Beeq C500 Trekking e Urban Motion

A bateria integrada é a Bosch de 625 Wh, com a particularidade de ser possível colocar uma outra bateria extra acoplada junto ao local do suporte da grade de bidão, aumentando a capacidade total para 1.125 Wh.

O quadro mantém a excelente qualidade e os detalhes habituais da marca, com a colocação invertida do amortecedor traseiro e uma eficaz proteção no downtube perante pedras e outros obstáculos comuns nos trilhos.

 

Haibike Xduro AllMtn 3.o

Quadro: Alumínio
Motor: Bosch Performance CX, 75Nm.
Bateria: Bosch Power Tube 625Wh
Suspensão frontal: RockShox Yari RC 160 mm
Amortecedor traseiro: RockShox Deluxe Select Plus
Pedaleiro: Sram, X-Sync, 38t
Desviador: Sram SX Eagle
Cassete: Sram Eagle 11 – 50, 12 velocidades
Travões: Magura MT5, 4 pistões – discos 205 mm
Preço: 4.999 euros
Site importador: www.ciclocoimbroes.com

Uma verdadeira todo o terreno! A Xduro AllMtn 3.0 apresenta-se com suspensão de 160 mm e com motor Bosch Performance CX, diz a marca que para superar tudo e qualquer dificuldade de terreno.

Possibilita a colocação de uma bateria extra de 500Wh para termos ainda mais autonomia e para assim desfrutarmos durante ainda mais tempo a polivalência desta e-bike.

Conta com roda de 29” na dianteira e de 27,5” atrás, para uma tração e resposta mais imediatas, promete a Haibike.

 

Algumas considerações na escolha e no uso de e-bikes de BTT…

Há um princípio básico que seguimos sempre: se andamos em busca de uma nova bike, ainda para mais se for uma elétrica, vamos de antemão falar com quem já usa uma ou com quem percebe do assunto. Não tenhas dúvidas: manusear uma e-bike de BTT é bastante diferente da condução que fazemos com uma bike de BTT convencional. Nem que seja pelos fatores pesos e motor. Fala com o máximo de pessoas possível antes de investires.

Como já referimos no passado, numa e-bike o binómio motor-bateria é decisivo: encontrar a e-bike de BTT com a potência adequada às nossas necessidades e com o máximo de autonomia possível é o segredo. Deves ter em conta a relação qualidade/desempenho/preço, claro.

Se és experiente neste segmento, já sabes isto muito bem: as e-bikes de BTT abaixo de 5.000 euros são bastante pesadas quando comparadas com bicicletas de BTT convencionais, que normalmente andam na casa dos 9 aos 13 kgs, dependendo do modelo e do tipo de bike, claro.

Por isso prepara-te para lidar com uma estrutura que embala mais a descer e que custa muito a levar para cima caso tenhas já esgotado a energia da bateria. Gere bem o autonomia recorrendo aos modos de condução da bike e faz as contas antes de saires de casa e no momento de planear a volta.

Uma nota para quem é novato no assunto: há efetivamente uma limitação de velocidade legar nos 25 km/hora. A bike alcança facilmente essas velocidades a rolar e/ou a descer, pelo que, nesse momento, a ação do motor é “cortada”. Andar mais depressa que isso só mesmo recorrendo às “canetas”. Lidar com esta limitação é algo a que nos habituamos ao fim de poucos kms, por isso fica tranquilo.

Por fim, uma questão de “respeito” (menos aplicável a quem anda exclusivamente com outros utilizadores de e-bikes…): por ser muito fácil rolar, subir e descer mais depressa com uma e-bike do que com uma bike convencional, “respeita” esses teus colegas de pedaladas. Volta atrás para ires ter com eles se for preciso, deixa-os experimentar a bike, etc. O ambiente fica muito mais saudável!

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.