As bicicletas elétricas começam a ser o foco principal das grandes marcas e no âmbito dos componentes e transmissões isso é também uma verdade irrefutável. Assim, a Sram apresenta hoje o seu novo sistema integrado para e-BTTs, um conjunto constituído por motor, bateria e transmissão eletrónica AXS. É o novo Sram Eagle Powertrain.

PUB
Giant TCR 2024

“Retirámos o desviador da frente, retirámos os fios, retirámos o dropout, retirámos as barreiras… Com o Eagle Powertrain retirámos os compromissos”. É desta forma que o fabricante norte-americano apresenta este novo conjunto de equipamento orientado para as bicicletas de BTT elétricas.

A Sram ressalva “o feeling natural e a passagem de potência bem doseada para a roda traseira” neste Powertrain Eagle, que foi inclusive testado por atletas profissionais apoiadas pela marca, e responsáveis por levar estes componentes ao limite… Mas este novo sistema foi desenvolvido para todos os tipos de riders, afirmam.

Prova disso é Yannick Pontal, que se sagrou campeão no EWS-E Series em 2022 usando um sistema exatamente igual ao que hoje fica disponível.

“Com a transmissão Eagle, quanto mais força for exercida melhor será a troca de andamentos e relações de velocidade, e isso é agora mais evidente com o Sram Eagle Powertrain”, explica a Sram em comunicado.

PUB
Giant TCR 2024

Versatilidade e controlo

Os controlos AXS (os já conhecidos do sistema…) vão ser responsáveis por controlar este Powertrain. Isto, segundo a marca, evita “carregar” ainda mais o guiador com acessórios extra… A isto junta-se o cockpit wireless, típico em qualquer sistema Eagle AXS.

“O nosso foco será sempre o ciclista em primeiro lugar. O objetivo do sistema era fornecer ao utilizador um sistema e-BTT completo, sem fios e integrado, ajustado especificamente para o ciclismo de montanha de alto desempenho. Simplificámos a experiência de condução, permitindo que o ciclista se concentre nos trilhos”, disse Michael Hemme, E-MTB Category Manager.

PUB
Giant TCR 2024

Personalização

O sistema é totalmente integrado, um verdadeiro ecossistema AXS e, como tal, permite um elevado nível de personalização para o Eagle Powertrain. Com os botões do Pod AXS é possível personalizar e atribuir as funções que quisermos aos botões disponíveis. Lembramos que se trata de um conjunto de motor, bateria e transmissão eletrónica.

Também é possível controlar os níveis de potência, diz o fabricante, e usar a app móvel Eagle Powertrain AXS, que ajuda a complementar a personalização.

“O nosso algoritmo de Auto Shift é como ter um sexto sentido na bicicleta, que decide quando efetua a mudança para que o ciclista possa manter a sua concentração total. Não é apenas tecnologia ‘inteligente’, é um companheiro de passeio de outro mundo”, referem Dominique Fuss e Victor Freyssinet, engenheiros da Sram.

Simplicidade

A Sram tinha como objetivo simplificar tudo o que fosse possível. E nem os modos de condução escaparam a esta missão do fabricante de componentes…

Aqui, a base são dois modos, que posteriormente podes personalizar à tua maneira, mas que de série são o Range Mode e o Rally Mode. O Range é o mais contido, para terrenos mais acessíveis e para quando é preciso conservar energia. O Rally Mode é… full power!

PUB
Giant TCR 2024

Composição do Eagle Powertrain

O Eagle Powertrain AXS é composto pelos seguintes elementos: AXS Bridge Display, comando Pod, transmissão Eagle, Sram Drive Unit, Speed Magnet & Ring, bateria, Range Extender (opcional), app AXS para smartphone, unidades principal e também pelo espigão eletrónico Rockshox Reverb AXS.

No caso das baterias, a Sram oferece duas opções: 630 Wh, com 3 kg de peso e com um foco mais desportivo. Por outro lado, e para quem quer mais kms de autonomia, existe ainda a de 720Wh, com 4,1 kg de peso. O tempo de carregamento é de 4,5 e 5 horas, respetivamente.

O motor é também desenvolvido em “casa”: a unidade motriz Sram oferece 90 Nm de torque com um pico máximo de 680 Wh de potência. Segundo a marca, o comportamento “é suave, silencioso e o melhor na sua classe na relação calor-perda de potência”, diz o fabricante.

Mais info:

Lê também:

Transmissão para gravel: novo Sram Apex ou o ‘todo poderoso’ Shimano GRX…? [com vídeos]

Imagens: Sram

 

Também vais gostar destes!