Romain Bardet (DSM-Firmenish) terminou a sua terceira participação na Volta a Espanha numa modesta 21.ª posição, a cerca de uma hora do vencedor Sepp Kuss (Jumbo-Visma).

PUB
Specialized Levo

Um resultado discreto para o corredor francês, mas que estava dentro dos seus planos, que privilegiavam as vitórias em etapas, no intuito de reeditar o triunfo na 14.º jornada da corrida espanhola em 2021.

Bardet acabou por não conseguir alcançar esse objetivo, apesar de ter tentado em duas ocasiões e de ter ficado perto: classificou-se em terceiro na etapa 6, que terminou no alto do Observatório de Javalambre, ganha pelo norte-americano Sepp Kuss, e em segundo na etapa 14, batido por um irresistível Remco Evenepoel.

Dois pódios que não satisfizeram plenamente o ciclista, de 32 anos, que o reconheceu ao fazer o balanço do seu desempenho nesta Vuelta ao Eurosport.

“Pessoalmente, esta não será uma edição inesquecível. Mas foi bom ganhar o contrarrelógio coletivo com a equipa, na primeira etapa, em Barcelona. Individualmente, a cada vez, deparei-me com um adversário que foi mais forte. E que foram os dois corredores que marcaram esta Vuelta! Olhe que azar o meu!”, brincou Romain Bardet.

“Mas, enfim, é ciclismo… Fora isso, as sensações foram muito boas. Sinto que lutei bem e estou orgulhoso. Mas, depois, em termos de resultados, foi menos bom!”, indicou o tretador gaulês antes de destacar a prestação da sua equipa.

PUB
BH GravelX

“Bom resultado coletivo. Vencemos o contrarrelógio por equipas e uma etapa com Alberto Dainese. Fomos empreendedores nesta Vuelta, estivemos em muitas fugas”.

Romain Bardet confirmou ainda a decisão de se tornar definitivamente um “caçador” de etapas deixando de assumir a liderança da equipa com o objetivo da classificação geral. “A geral? Não vou disputá-la mais, isso é certo! Convém-me. Tenho sorte de ter essa liberdade na equipa DSM. Viu-se já esse meu papel na Vuelta… e saí-me bem, apesar de não ter conseguido vencer”.

“Correr para a geral é difícil e bastante ingrato. Um dia mau e fica tudo comprometido. Contudo, não é por isso que é mais fácil vencer uma etapa. Mas pelo menos temos a satisfação em estar à frente…”, concluiu Bardet.

Lê também:

Van Hooydonck forçado a terminar carreira

PUB
Nova Coleção Evoc

Imagens: DSM-firmenish Twitter

Também vais gostar destes!