Richard Carapaz revelou, nas redes sociais um treino em que subiu as vertentes, em terra batida, do vulcão Cotopaxi, nos Andes, o segundo ponto mais alto do Equador, a 5897 metros acima da altitude média das águas do mar. O corredor da Ineos-Grenadiers atingiu impressionantes 4800 metros de altitude, onde termina o caminho ciclável numa bicicleta de estrada.

PUB
KTM

O equatoriano, de 27 anos, está a ultimar a preparação para a estreia na temporada, acompanhado do compatriota e colega de equipa, Jhonatan Narváez. Este último, entretanto, já viajou para a Europa para participar no Tour dos Alpes Marítimos e do Var, em que também estarão Geraint Thomas, Tao Geoghegan Hart e Tom Pidcock.

Foto Michael Steele/Getty Images

O início da temporada de Carapaz está previsto para a Volta à Catalunha, seguindo-se a Volta ao País Basco, antes de uma campanha completa nas Clássicas das Ardenas, com aposta no Liège-Bastogne-Liège. O Critério do Dauphiné será a derradeira prova de preparação para o grande objetivo do ano, o Tour de França, competição em que equatoriano se estreou em 2020, vestindo a camisa das montanhas várias etapas, perdendo-a no contrarrelógio final para o vencedor da prova, camisola amarela em Paris, Tadej Pogacar.

Também vais gostar destes!