Primoz Roglic confirmou o favoritismo no Paris-Nice, ao vencer a 4ª etapa, na chegada em alto em Chiroubles, e assumindo a liderança da corrida. O corredor da Jumbo-Visma, ganhador da Volta a Espanha de 2020, superiorizou-se a Max Schachmann (Bora-Hansgrohe), o segundo na jornada de hoje, com mais 12 segundos, enquanto Guillaume Martin (Cofidis) foi terceiro, com o mesmo tempo do alemão.

PUB
Cube Stereo ONE

Roglic tem a camisola amarela segura por 35 segundos face ao mais direto opositor, Schachmann, enquanto jovem do UAE Emirates, Brandon McNulty, fecha o pódio proviário, a 37 segundos. O esloveno atacou a três quilômetros da meta. “Estou feliz com o resultado”, disse o líder da Jumbo-Vismo no final da etapa.

(Foto Anne-Christine Poujoulat – Pool/Getty Images)

“Mostrei que estamos a trabalhar bem para chegar em forma aos grandes objetivos da temporada, e é lindo termos tido duas vitórias hoje [referindo-se ao triunfo de Wout van Aert na primeira etapa do Tirreno-Adriático]”, frisou o corredor de 31 anos.

(Foto Bas Czerwinski/Getty Images)

“Definitivamente, o objetivo é ter a camisola amarela à chegada a Nice, na derradeira etapa, mas foi bom termos começado a ganhar já. A nossa equipe é forte e iremos otimistas para os próximos dias, fazendo o nosso melhor, e então, veremos o que trará ao resultado final”, reforçou Roglic.

Outro realce na etapa foi a desistência de Tao Geoghegan Hart (Ineo-Grenadiers), devido a queda na descida após a penúltima montanha do dia, o Mont Brouilly.

PUB
Beeq

Também vais gostar destes!