Matej Mohoric é o surpreendente campeão mundial de gravel de 2023. Mas apenas para quem não assistiu à corrida no Veneto, em Itália. O corredor esloveno venceu em grande estilo após 169 km de esforço, à frente de Florian Vermeersch e Connor Swift.

PUB
Orbea Genius Dealers

“Senti-me bem e o percurso foi magnífico. Foi um dos meus melhores dias na bicicleta. Estou habituado a andar de bicicleta de montanha, e fiz muito tofo-o-terreno no início de carreira, mas os meus amigos acabaram por convencer-me a competir na estrada. Gostei muito e estou feliz que tenha corrido bem”, declarou o esloveno.

“Acreditei sempre que poderia vencer”, admitiu Matej Mohoric, que confidenciou alguns fatores que considera terem contribuído para o êxito. “Fiz o reconhecimento dos últimos 40 quilómetros. Era muito técnico e com subidas íngremes, o que me convinha perfeitamente. Sabia que tinha que tinha chegar a essa fase com os corredor da frente e foi o que aconteceu. E depois rapidamente percebi que os outros estavam em dificuldades”, contou.

PUB
BH GravelX

Dito e feito: Mohoric isolou-se a 20 km da chegada, demasiado forte nas subidas para os seus rivais diretos naquele momento da corrida, Florian Vermeersch e Connor Swift. Mesmo apanhando um grande susto a 3 km da linha, o vencedor de três etapas na Volta a França torna-se o segundo campeão mundial de gravel, sucedendo a Gianni Vermeersch.

PUB
Selle SMP

O vencedor da Milão-Sanremo 2022 lembrou o receio que teve no final da corrida. “Fiz uma trajetória incorreta, mas felizmente mantive a calma e não entrei em pânico”.

“É um título de elite numa disciplina que tem um grande futuro, que está a tornar-se muito popular, por isso estou muito orgulhoso. É provável que regresso a este competição”, concluiu Mohoric.


Imagens: UCI World Gravel

PUB
Riese & Müller Culture

Também vais gostar destes!