Fim de semana para recordar para a Miranda Factory Team que foi até Méribel garantir três triunfos na Maxiavalanche: José Borges (classe Eurocup), Emanuel Pombo (classe EBike) e Maaris Meier (Classe EBike-Feminina).

- - - Pub - - -

Specialized Recolha em Loja

Para José Borges foi o regresso às boas prestações depois da participação na prova do Alpe d’Huez não ter corrido de feição, ainda que em Méribel não tenha tido vida fácil. “Depois do azar na outra ronda, esta acabou por correr muito bem. Acabei por ter alguns contratempos, com uma queda (sem consequências) no sábado e hoje na primeira ‘run’ acabei por perder o dispositivo de bateria das mudanças e vim single-speed. A segunda manga foi perfeita, vim isolado e no somatório venci a geral e a classe”, contou, citado pela assessoria de imprensa.

© Inovphoto/Miranda Bike Parts

Já Emanuel Pombo repetiu a vitória que havia alcançado no Alpe d’Huez. O madeirense ainda contou com animadas lutas com o seu companheiro de equipa, Tiago Ladeira, que terminou a jornada no segundo lugar, terceiro na geral.

“Mais um fim-de-semana de sucesso para equipa. Contente por estar novamente no topo do pódio e motivado para o EWS-E nos próximos dias. Obrigado a equipa por todo apoio e gostaria de dedicar está corrida a Miranda Bike Parts por toda a dedicação”, afirmou.

© Inovphoto/Miranda Bike Parts

Um furo estragou os planos de Ladeira de ir mais além, mas o atleta ficou satisfeito com os lugares no pódio: “Tenho aproveitado bastante a experiência do Pombo e na primeira manga acabamos colados. Na segunda manga queria atacar, mas acabei por furar, tendo vindo a minimizar os estragos. Com este contratempo, os pódios acabaram por ser um excelente resultado.”

Maaris Meier vai continuando a sua afirmação na modalidade: “Tentei sempre o melhor resultado, mesmo para a classificação geral. Fico bastante satisfeita com esta vitória e por ter baixado sempre o tempo em cada descida.”

© Inovphoto/Miranda Bike Parts

Devido à pandemia, o calendário desta competição ficou reduzido a apenas duas provas, sendo que Méribel teve uma descida muito técnica de 11 quilómetros e que foi dominada pelos atletas da equipa portuguesa.

A Miranda Factory Team irá agora seguir para Zermatt, na Suíça, onde irá competir no Enduro World Series 2020.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.