Mark Cavendish (Deceuninck Quick-Step) regressa ao Tour de França após três anos de ausência da corrida, devido a lesão de Sam Bennett, a primeira escolha da equipa belga que impedirá o sprinter irlandês de tentar repetir a conquista da camisola verde dos pontos na prova.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Depois de ter sido afetado por doença e lesões nas últimas temporadas, Cavendish, de 36 anos, encontrou a boa forma e o caminho das vitórias na sua antiga equipa, em que procura convencer o diretor Patrick Lefevere para prolongar o seu vínculo além de 2021.

“Estou muito satisfeito por voltar ao Tour com a Deceuninck-Quick-Step. Obviamente, as circunstâncias com Sam [Bennett] não são boas, ele fez um Tour muito bom o ano passado e estou triste por não ser capaz de defender a camisola verde”, afirmou o veterano corredor britânico.

“Mas, ao mesmo tempo, estou entusiasmado por regressar a uma corrida com que tenho tanta afinidade e tanta história. É a maior corrida de bicicleta do mundo e vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para aproveitar esta oportunidade”, explicou Maxmann.

Depois de vencer quatro etapas no Tour de 2016, Cavendish adoeceu com o vírus Epstein-Barr em 2017, o que marcou o início de alguns anos turbulentos na sua carreira. Cavendish lutou para voltar à forma, sem vencer nenhuma corrida de 2018 até o início de 2021, após uma temporada modesta na Bahrain-McLaren em 2020.

PUB
TrekFest 2024

De regresso à QuickStep de Lefevere no início de 2021, Cavendish já venceu cinco vezes esta temporada, incluindo quatro em oito etapas na Volta à Turquia.

Cavendish não estava pré-selecionado para o Tour deste ano, em que Sam Bennett, vencedor da camisola verde de 2020, seria a previsível primeira escolha da Deceuninck. Todavia, o velocista irlandês Bennett sofreu uma lesão no joelho durante um treino no início deste mês, aumentando a possibilidade de o britânico ocupar o seu lugar na equipa.

“Escusado será dizer que estou muito desapontado por não poder defender a minha camisola verde no Tour de France deste ano. Tive um pequeno incidente durante um treino algumas semanas atrás, que afetou o meu joelho. Embora a lesão que sofri seja de curta duração, afetou muito a minha preparação para o Tour e deixou-me sem tempo para estar em forma na corrida”, esclareceu Sam Bennett.

PUB
Cube Stereo ONE

“O Tour exige o meu melhor e seria uma injustiça para a minha equipa e para mim mesmo correr na minha condição física atual. Desejo a todo o Wolfpack [como é denominada a equipa Deceuninck pelos seus corredores] três semanas de sucesso nas estradas de França”, acrescentou o irlandês.

Esta semana realizaram-se por todo o Mundo os campeonatos nacionais de estrada, de fundo e de contrarrelógio, nas categorias masculina e feminina, depois de os referidos campeonatos de 2020 terem sido cancelados devido à pandemia do novo coronavírus.

Também vais gostar destes!