João Almeida está a ultimar os preparativos para a sua segunda grande volta esta temporada, pela primeira vez na sua ainda jovem carreira. Após o Giro de Itália, em maio, o corredor português da UAE Emirates participa na Volta a Espanha, cuja 77ª edição decorrerá entre 19 de agosto e 11 de setembro.

PUB
Prototype

O campeão nacional de fundo será o líder da sua equipa na ausência de Tadej Pogacar. Mas depois da desistência no Giro devido a teste positivo a Covid-19 e uma recuperação de forma física mais difícil do que previa, João Almeida afirma que não sabe muito bem que performance poderá esperar de si na Vuelta.

“Não há stress. Farei tudo o que estiver ao meu alcance, mas tenho os dois pés bem assentes no chão”, disse o corredor de 24 anos das Caldas da Rainha em declarações noticiadas pela VeloNews.

“Depois de contrair Covid no Giro não me senti bem por muito tempo”, continua o corredor da UAE Emirates. “Esforcei-me por voltar a 100% e reencontrar a boa forma. Tirei duas semanas de folga após o Giro para recuperar bem da doença e também pouco mais de duas semanas a seguir a ter retomado os treinos tornei-me campeão nacional português de fundo [a 26 de junho]. Só que depois dessa competição cometi o erro de tirar mais uma semana de folga. Precisava disso mentalmente, mas tornou mais difícil voltar a ter boas sensações após essa paragem prolongada”, revelou João Almeida.

PUB
KTM

“Vou para a Vuelta sem grandes ambições. Vou encarar a corrida dia após dia. É uma pena que Tadej Pogacar não esteja presente, porque gostaria de correr com ele. Vou tentar fazer uma boa classificação, mas não, não tive a melhor preparação possível”, admitiu o jovem corredor português, que apesar das reservas deu boas indicações em recente corrida por etapas, a Volta a Burgos (que terminou a 6 agosto), em que foi 2.º classificado à geral, atrás do francês Pavel Sivakov (Ineos Grenadiers), vencendo a derradeira tirada, que terminou nas célebres Lagunas de Neila.

 

 

PUB
TrekFest 2024

Também vais gostar destes!