Fem Van Empel é campeã mundial de elites de ciclocrosse, após uma corrida perfeita na tarde deste sábado, em Hoogerheide, Países baixos, e somou ao título europeu conquistado no início da temporada, o cetro mais importante, o do Mundial.

PUB
TrekFest 2024

A neerlandesa, de 21 anos, beneficiou ainda do desempenho atabalhoado da principal adversária e também grande candidata ao triunfo, a compatriota Puck Pieterse, que teve de se contentar com a segunda posição, à frente Lucinda Brand, que fez uma prova bastante regular.

Pieterse cometeu dois erros que poderão tê-la impedido de lutar pelo título com Van Empel. Um mais grave do que o outro. O menos relevante sucedeu logo à partida, quando a neerlandesa, também de 21 anos, falhou o encaixe do pé no pedal e deixou-se submergir pelo pelotão, sendo forçada a uma recuperação que não esperaria.

PUB
TrekFest 2024

PUB
Riese & Müller Multitinker

Pieterse, todavia, ainda na primeira volta estava de regresso à cabeça da corrida na companhia de Van Empel, que liderou desde os primeiros metros.

 

Todavia, tudo mudou na quarta das sete voltas da corrida e decisivamente. Puck Pieterse sofreu uma queda numa curva (deixou a bicicleta resvalar) e perdeu alguns segundos para a sua rival, que nunca conseguiu recuperar.

Van Empel aproveitou o incidente da compatriota e naturalmente acelerou a fundo para colocá-la sob ainda maior pressão. Pieterse demorou a recompor-se e em vez de recuperar foi perdendo tempo paulatinamente. Mas fez o suficiente para garantir o segundo lugar, à frente de Lucinda Brand.

 

Van Empel venceu com 39 segundos de vantagem para Pieterse e sucede na galeria das campeãs mundial à também neerlandesa Marianne Vos, que não defendeu o título.

“Quando a Puck [Pieterse] caiu, dei tudo! Foi uma loucura”, admitiu Van Empel no final da corrida. “É uma grande recompensa para toda a temporada. Tive as pessoas certas comigo, quero agradecer a todos os que ajudaram. É um momento muito especial para mim. O público estava muito entusiasmado, nunca vi tanta gente numa corrida”, declarou a nova campeão mundial.

Lucinda Brand (a 1:11 minutos) subiu ao pódio dos Mundiais pelo sexto ano consecutivo e permitiu aos Países Baixos alcançarem, após 2020 e 2021, um sensacional hat-trick!

Terceira no ano passado em Fayetteville (Estados Unidos) atrás de Marianne Vos e Lucinda Brand, a italiana Silvia Persico não conseguiu repetir o desempenho nesta edição de 2023, mas o seu quarto lugar (a 1:45) é meritório, superando a campeã mundial de 2020, Ceylin del Carmen Alvarado, no sprint final.

Classificações completas:

www.cyclocross24.com

Também vais querer ler…

Campeonato Mundo CX: o circuito visto ao pormenor [com vídeo]

Fotografias: Twitter WorldsChampionships_CX

Também vais gostar destes!