As “modas” mais recentes têm feito com que o gravel seja uma vertente do ciclismo em clara expansão e na qual a venda de bicicletas acontecee a bom ritmo, de acordo com alguns players do mercado português com quem falamos regularmente. E ainda bem!

PUB
Nova Mondraker Dune

Mas o que acontece é que alguns utilizador perseguem a “moda” em vez de escolherem bicicletas e equipamentos que melhor se adaptam aos objetivos e preferências que têm ou podem ter no ciclismo. Isto leva-nos a perguntar: o que é feito das bicicletas de trekking?

Foto: Canyon

Talvez tenham sido elas a ajudar a que o gravel se tenha também assumido como bicicletas muitas vezes escolhidas para viagens de bikepacking. É que as trekking foram e talvez ainda sejam aquelas bicicletas versáteis que antigamente eram usadas pelos ciclistas que faziam aquele cicloturismo a que hoje chamamos de bikepacking.

E essas bicicletas, muitas vezes de montanha ou de passeio adaptadas para viajar, continuam a ser as que chamamos de trekking e que tanto sucesso têm nos países europeus onde mais se viaja na bicicleta.

bicicletas gravel

Foto: Ghost

Nas nossas pesquisas diárias aqui no GoRide acabámos à procura de uma série de bicicletas com estas características, que são perfeitamente válidas para realizar viagens longas e com carga.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

O que aqui temos então são uma série de pontos a favor de cada tipo de ciclismo de viagem, o gravel e o trekking, e depois uma dezena de bicicletas numa espécie de “comparação”. No catálogo de cinco marcas, umas mais conhecidas que outras, colocamos frente a frente uma gravel e uma trekking.

A favor das bicicletas de gravel:

  1. São bicicletas que oferecem um comportamento bastante diferente das sensações de uma BTT, o que representa uma espécie de “desafio”.
  2. As gravel são modelos muito rápidos e que proporcionam uma descarga de adrenalina elevada. Sendo bicicletas derivadas das de estrada, o seu comportamento em asfalto é muito superior ao das trekking. O peso, e como geralmente leva menos equipamento, é menor do que o das trekking.
  3. Apresentam uma forte componente racing devido à quantidade de provas (competitivas e não competitivas) que existem pelo mundo.
  4. Por agora desvalorizam pouco, sendo bicicletas muito procuradas, o que faz com que possam ser um bom investimento.
bicicletas gravel

Foto: Canyon

A favor das bicicletas de trekking:

  1. São bicicletas muito versáteis, com uma utilização por vezes muito semelhante às BTT; mas podem destacar-se perfeitamente noutros cenários, como o urbano, por exemplo.
  2. As trekking proporcionam um conforto superior às gravel (ainda mais em travessias mais longas), tanto pela posição do ciclista como pela suspensão frontal que na grande maioria dos casos vem de série.
  3. Muitos modelos disponíveis já vêm de série com o equipamento imprescindível para realizar grandes viagens com conforto.
  4. Desvalorizam mais que as gravel, mas na hora de comprar são mais baratas.

Foto: Canyon

Canyon

Grizl 6 1BY | 1.549 euros

bicicletas gravel

  • Quadro: alumínio AL
  • Forqueta: rígida e em fibra de carbono
  • Transmissão: Sram Apex 1×12
  • Travões: Sram Apex Hyd
  • Rodas: DT Swiss Gravel LN
  • Pneus: Schwalbe G-One Bite Performance 700×45 mm
  • Selim: Selle Italia Model X
  • Peso: 10,54 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 7

Pathlite 7 | 1.039 euros

PUB
Garmin
  • Quadro: Alumínio AL
  • Forqueta: Suspensão SR Suntour NRX-E Air 75 mm
  • Transmissão: Shimano XT 1×12
  • Travões: Shimano XT 2 pistões
  • Rodas: Alexrims GX26P
  • Pneus: Schwalbe G-One Bite Performance 700×45 mm
  • Selim: Canyon Sport Saddle EP1249
  • Peso: 12,24 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 3

Cube

Nuroad EX | 1.491 euros

  • Quadro: Alumínio 6061
  • Forqueta: Rígida de fibra de carbono
  • Transmissão: Shimano GRX 1×11
  • Travões: Shimano GRX Hyd
  • Rodas: Cube GR 2.3 Disc
  • Pneus: WTB Riddler TCS Light 700×45 mm
  • Selim: Natural Fit Venec
  • Peso: 9,9 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 6

Nature EXC Allroad | 1.499 euros

  • Quadro: Alumínio Superlite
  • Forqueta: SR Suntour NRX-E Air 63 mm
  • Transmissão: Shimano XT 3×10
  • Travões: Shimano MT200 2 pistões
  • Rodas: Cube EX21
  • Pneus: Schwalbe Land Cruiser 700×50 mm
  • Selim: Natural Fit Sequence
  • Peso: 15,6 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 3 (inclui de série porta-bagagens e guarda-lamas)

Decathlon

Triban GRVL 520 | 859 euros

bicicletas gravel

  • Quadro: Alumínio
  • Forqueta: Rígida de fibra de carbono
  • Transmissão: Shimano 105 2×11
  • Travões: TRP Mec/Hyd
  • Rodas: Triban GRVL Alu
  • Pneus: Hutchinson Touareg 700×40 mm
  • Selim: Triban ErgoFit
  • Peso: 10,7 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 5

Riverside Touring 900 | 1.199 euros

  • Quadro: Alumínio
  • Forqueta: Rígida de alumínio
  • Transmissão: Shimano XT 3×10
  • Travões: TRP Spyre Mec
  • Rodas: Riverside alu19
  • Pneus: Schwalbe Marathon 700×47 mm
  • Selim: Brooks B17 Imperial
  • Peso: 17,10 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 8 (inclui de série 2 porta-bagagens, guarda-lamas e conjunto de luzes)

Ghost

Asket EQ | 1.799 euros

bicicletas gravel

  • Quadro: Alumínio
  • Forqueta: Rígida de fibra de carbono
  • Transmissão: Shimano Sora 2×9
  • Travões: Shimano RS305 Hyd
  • Rodas: WTB ST i25
  • Pneus: Maxxis Ravager Exo 700×40 mm
  • Selim: Selle Royal SRX
  • Pontos de fixação no quadro: 8 (inclui de série porta-bagagens e guarda-lamas)

Square Trekking Essential | 999 euros

  • Quadro: Alumínio
  • Forqueta: SR Suntour NEX HLO DS 63 mm
  • Transmissão: Shimano Altus 3×9
  • Travões: Shimano MT200 2 pistones
  • Rodas: Rodi Excalibur XC19
  • Pneus: Schwalbe Energizer Activ Plus 700×37 mm
  • Selim: Justek 3050 HRN
  • Pontos de fixação no quadro: 3 (inclui de série porta-bagagens e guarda-lamas)

Rose

Backroad AL GRX RX 400 | 1.899 euros

  • Quadro: Alumínio 6061
  • Forqueta: Rígida de fibra de carbono
  • Transmissão: Shimano GRX400 2×10
  • Travões: Shimano GRX Hyd
  • Rodas: Rose G Twentyfive
  • Pneus: Continental Terra Trail 700×45 mm
  • Selim: Rose Edition by Selle Italia
  • Peso: 9,8 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 6

Multisport 3 | 1.799 euros

PUB
KTM E-Bikes BTT
  • Quadro: Alumínio
  • Forqueta: Rock Shox Paragon Gold RL 65 mm
  • Transmissão: Shimano XT 3×10
  • Travões: Shimano XT 2 pistones
  • Rodas: Rose R Thirty Disc 28
  • Pneus: Schwalbe Marathon Racer 700×38 mm
  • Selim: Terry Fly Exera Gel
  • Peso: 14,1 kg
  • Pontos de fixação no quadro: 3 (inclui de série porta-bagagens, guarda-lamas e antirroubo)

Artigo redigido por José Escotto e traduzido por Rafael Prazeres. Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

Também vais gostar destes!