A Visma-Lease a Bike lançou uma nova batalha nos media com o seu novo capacete de contrarrelógio. A União Ciclista Internacional (UCI) não pôde deixar de pronunciar e de rapidamente legislar sobre os capacetes homologados para as corridas que superintende.

PUB
Cube Stereo ONE

O órgão supremo do ciclismo internacional anunciou que “o componente semelhante a um capuz” nos capacetes de contrarrelógio da Specialized foi considerado não essencial. Como resultado, o capacete será proibido das competições da UCI a partir de 2 de abril de 2024.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Nesse âmbito, a UCI declarou que avaliaria o impacto na segurança dos corredores desses capacetes sobredimensionados e que poderá proceder, em breve, a mais alterações nos regulamentos. Decisões que incomodaram bastante os envolvidos, a começar por Remco Evenepoel.

No início da 4ª etapa do Paris-Nice, esta quarta-feira, o belga da Soudal Quick-Step comentou o assunto do momento. “Há dois anos aceitaram o capacete, agora estão a dizer que não. Tenho um pouco a impressão de que estão a brincar connosco. Não é normal! Há outras equipas no pelotão com capacete de contrarrelógio deste tipo, como a EF Education-EasyPost”, disse Evenepoel.

“A UCI está a tornar a corrida ridícula e a fazer com que todos os corredores se revoltem contra si”, afirmou o campeão mundial de contrarrelógio.

Uma crítica partilhada por muitos outros corredores, como o norte-americano Matteo Jorgenson, da Visma, que usou este famoso capacete na terça-feira no contrarrelógio por equipas na Paris-Nice. “É um clássico da UCI… Começamos a testar este capacete em novembro de 2023 e eles aprovaram-no. A UCI pode fazer o que quiser, até mesmo proibi-lo, se assim lhe agradar. Mas, enfim… A UCI cria regras e depois volta atrás!”, declarou Jorgenson.


Créditos das imagens: Remco Evenepoel Twitter – https://twitter.com/EvenepoelRemco/status/1758912260850811383/photo/1

PUB
Nova Trek Supercaliber

Também vais gostar destes!