Gianni Savio é uma das figuras do ciclismo italiano, há muito diretor de uma equipa que já trouxe à modalidade nomes que viriam a vingar mais tarde no World Tour. Mais recentemente Egan Bernal e Iván Ramiro Sosa foram corredores que passaram pela estrutura da então Androni Giocattoli-Sidermec. E existe uma razão para se destacar dois colombianos…

PUB
Giant TCR 2024

Com o aproximar do final da temporada de 2022, a agora Drone Hopper-Androni Giocattoli ficou a viver num limbo. O patrocinador principal não conseguiu manter o apoio financeiro, o que levou Gianni Savio a meter mãos à obra e procurar alternativas.

Nada de novo para o italiano, habituado a lutar pela sobrevivência de uma equipa muito conhecida por ter os equipamentos preenchidos com nomes de patrocinadores.

No entanto, desta vez, as dificuldades obrigaram a Savio a ceder quanto a ter uma equipa ProTeam, algo que prefere já que sempre procurou uma presença na Volta a Itália e outras corridas importantes em território transalpino.

Gianni Savio resolveu mudar o plano e ter uma estrutura Continental… na Colômbia. A ligação a este país já é antiga e o responsável resolveu criar uma equipa que possa ser uma referência no desporto local e que tantos talentos tem visto surgir no ciclismo nos últimos anos.

Entre trepadores e sprinters, os exemplos multiplicam-se, pois se inicialmente se pensava que na Colômbia era para a montanha que havia maior propensão, recentemente houve quem mostrasse que também há muito talento para o sprint: Fernando Gaviria, Álvaro Hodeg, Juan Sebastián Molano…

Savio uniu-se então à estrutura da Colombia Tierra de Atletas, que tem o apoio do Ministério do Desporto colombiano. A formação chama-se agora GW Shimano-Sidermec.

PUB
Specialized Levo

“As expectativas são altas para posicionar esta equipa como uma das melhores Continentais do mundo, para ser protagonista com os nossos ciclistas em todas as competições e para garantir aos nossos patrocinadores a maior visibilidade possível”, salientou Luis Alfonso Cely, citado pelo site TuttoBici, que estava na equipa colombiana e que passará a ser o diretor técnico da nova formação.

Ou seja, o objetivo é ter uma equipa ao ataque, à procura de mostrar as camisolas, além de, naturalmente, tentar somar vitórias. É que Savio pode ter dado um passo atrás, mas já com tudo bem preparado para que possa no futuro próximo regressar ao segundo escalão e começar novamente a pensar em outro tipo de calendário, bem mais ambicioso.

“A nossa intenção é regressar ao nível ProTeam em 2024 após um ano de transição no escalão Continental, com o projeto para ciclistas jovens e promissores”, salientou Gianni Savio aquando do anúncio da nova equipa, citado pelo site Cycling Up To Date.

A equipa

A GW Shimano-Sidermec irá contar com uma base de ciclistas colombianos, mas também com dois italianos e um norueguês. São eles: os colombianos Andrés Mancipe, Abner Santiago Umba, Alejandro Osorio, Brandon Rojas, Diego Pescador, Édgar Andés Pinzón Germán Darío Gómez, Jeferson Ruiz, Jonathan Guatibonza, Jonathan Restrepo, Miguel Eduardo Flórez; os italianos Gabrielle Benedetti e Alessandro Bisolti e o norueguês Trym Holther.

Também vais querer ler…

UCI confirma licenças World Tour e ProTeam

PUB
Cube Stereo ONE

Fotografia: Sprint Cycling Agency/Facebook Drone Hopper-Androni Giocattoli

Também vais gostar destes!