Thibau Nys regressou às vitórias esta quarta-feira no prestigiado Koppenbergcross, primeira ronda do X2O Badkamers Trofee 2023-2024, em Oudenaarde, na Bélgica.

PUB
Cube Stereo ONE

O jovem belga da Baloise Trek Lions dominou a corrida, impondo a sua apurada técnica e enorme força física num circuito enlameado, pesado e a terminar cada uma das cinco voltas no icónico Koppenberg. O corredor, de 20 anos, cedo se viu na liderança e apesar de uma queda na terceira volta esteve sempre fora do alcance dos adversários.

No topo do Koppenberg, Thibau Nys, filho do célebre Sven Nys, triunfou pela terceira vez nesta temporada, quebrando o jejum nas duas últimas provas (foi 4.º no Superprestige em Overijse e 7.º na Taça do Mundo em Maasmechelen). Atrás de Nys, terminou o seu companheiro de equipa na Baloise Trel Lions, o neerlandês Lars van der Haar, a 7 segundos, e logo a seguir o belga Eli Iserbyt (Pauwels Sauzen-Bingoal), a 17 segundos.

Destaque, igualmente, para os excelentes desempenho que teve como corolário o 4.º lugar, do jovem britânico Cameron Mason (Cyclocross Reds), de 23 anos, que obteve o seu melhor resultado esta temporada em corridas da categoria C1 em Elites e igualando a posição alcançada no Exact Cross Lonhout – Azencross em 2022-23, o anterior melhor registo absoluto.

PUB
Giant TCR 2024

 

No final de uma corrida que o seu pai, Sven Nys, venceu nove vezes, Thibau admitiu a exigência do traçado. “Foi uma corrida com uma dificuldade que raramente tinha visto”, disse o vencedor. “Estou exausto. Nestas provas temos tempo para pensar, porque só focamos em nós mesmos, para encontrarmos o ritmo e tentar cometer o menos erros possíveis. É uma sensação estranha, principalmente quando se está a pedalar isolado”, explicou o novo prodígio do ciclocrosse.

PUB
Beeq

‘Não me importo se perder no Europeu…’

No entanto, a partida de Nys não foi ideal: escorregou durante a subida do Koppenberg e perdeu alguns lugares. “Escolhi pneus um pouco mais duros e menos perfilados, mas não funcionou muito bem. Depois disso, tentei encontrar um ritmo que pudesse levar até ao final sem quebras, não olhei para mais ninguém. Foi uma batalha comigo mesmo”, afirmou o vencedor.

Com esta sua primeira vitória, Thibau eleva os êxitos da família Nys no lendário Koppenbergcross para dez. “É incrível. Já falamos [ele e o seu pai Sven] sobre isso há muito tempo. Finalmente temos dez”, declarou jovem corredor, que prefere não pensar ainda no Europeu de ciclocrosse, no próximo domingo em Pontchâteau, França.

“Agora, só quero desfrutar desta vitória. A temporada já está incrível. Não me importo se perder no Europeu. Vou-me esforçar e ver como correrá”, antevê.

Van Empel, pois claro!

Fem van Empel (Jumbo-Visma) não tem rival à sua altura neste início da temporada… e só lhe faltava vencer no X2O Badkamers Trofee. Fê-lo, e logo no mítico Koppenbergcross!

PUB
KTM

Durante quase 45 minutos de prova, assistiu-se a mais uma demonstração de superioridade da neerlandesa de 21 anos, que arrancou na primeira das três voltas do circuito e cruzou a meta com 1.49 minutos de vantagem sobre a segunda classificado, a sua compatriota Denise Betsema (Pauwels Sauzen-Bingoal), e 2.08 m sobre a britânica Anna Kay (Cyclocross Reds), que completou o pódio.

 

Van Empel venceu pelo segundo ano consecutivo nesta corrida em Oudenaarde. “Falei sobre esta corrida antes do início da temporada, é a minha preferida. O percurso é lindo, mas muito difícil. Poder adicioná-lo novamente à minha lista de conquistas é extraordinário”.

Vitoriosa nas primeiras seis corridas de ciclocrosse de 2023-24, Van Empel não quererá enjeitar a oportunidade de chegar a sete no próximo sábado, em Pontchâteau, no Campeonato da Europa, revalidando o título conquistado no último ano.

Classificações:

Cyclocross24.com


Imagens X2O Badkamers Trofee Twitter

Também vais gostar destes!