Zermatt, na Suíça, recebeu o primeiro Enduro World Series (EWS) do ano e depois da estreia das bicicletas elétricas, com mais um excelente resultado para a equipa portuguesa Miranda Factory Team, foi a vez da prova tradicional se desenrolar, mas em condições meteorológicas muito complicadas. Além das tempestades com chuva intensa… até nevou! Foi preciso adiar um pouco a partida neste domingo e o percurso foi encurtado, mas os atletas não deixaram de dar espetáculo.

- - - Pub - - -

Shimano Deore 12v

Com só duas etapas para disputar, estavam todos sobre pressão para não cometer erros. E Jesse Melamed (Rocky Mountain Race Face Enduro Team) mostrou como se faz. O canadiano venceu a primeira manga, sendo terceiro na segunda, com os resultados valeram-lhe uma vantagem sobre o belga Martin Maes (GT Factory Racing) de quase cinco segundos. Maes foi o melhor na segunda etapa, mas o quarto tempo na primeira, acabou por prejudicá-lo nas contas finais. O francês Theo Galy (Sunn Enduro Factory Team) fechou o pódio, a mais de 14 segundos do vencedor.

Jesse Melamed © Enduro World Series

Quanto à participação portuguesa, depois do pódio na classe EWS-E, José Borges foi quinto, a 18.74 segundos de Jesse Melamed. Foi o seu segundo melhor resultado nesta competição, com o terceiro posto a ficar a menos de cinco segundos de distância. “Foi um resultado inesperado, pois tive um esforço acrescido devido às e-bikes. Desci controlado e acabei por garantir um excelente resultado”, explicou o atleta da Miranda Factory Team, citado pela assessoria de imprensa da equipa.

José Borges © Miranda Bike Parts

Tiago Ladeira competiu nos sub-21, terminando na sexta posição, a 1:04 minutos do vencedor, Antoine Vidal, francês da Commencal Enduro Team. “Foi muito duro devido ao mau tempo. Em pleno agosto apanhámos condições surreais. Tentei não cometer erros e descer controlado, garantido um ótimo resultado”, referiu o atleta da Miranda Factory Team.

Isabeau Courdurier © Enduro World Series

Nas restantes provas, a francesa Isabeau Courdurier (Lapierre Zipp Collective) venceu no setor feminino de elite, enquanto a melhor sub-21 foi a britânica Harriet Harnden, da Trek Factory Racing. Nos masters, nos homens a vitória também foi para um britânico, Nigel Page, da Chain Reaction Cycles, e nas mulheres foi para a sueca Louise Margareta Paulin, da Ibis Enduro Team.

O EWS segue agora para Itália, mais precisamente para Pietra Ligure. Mais uma vez haverá também a prova de bicicletas elétricas. A ação está marcada para o fim de semana de 19 e 20 de setembro.

Podes ver aqui os resultados completos das provas da Specialized EWS Zermatt.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.