Tim Wellens, da Lotto Soudal, venceu o Étoile de Bèsseges, uma das primeiras provas da nova temporada.

PUB
Riese & Müller Multitinker

O belga partiu para a última etapa, um contrarrelógio individual, já com uma vantagem de 44 segundos para o segundo classificado da geral, e acabou por reforçar a liderança.

Tim Wellens ladeado no pódio por Michał Kwiatkowski (Ineos), na segunda posição, e Nils Politt (Bora-Hansgrohe), na terceira

“Lancei as bases da minha vitória na terceira etapa, quando venci”, disse Wellens após a corrida. “Foi bom começar este contrarrelógio de encerramento com uma vantagem de mais de 40 segundos. Tive pernas muito boas, mas acima de tudo estava motivado para dar a Vic Swerts, fundador e proprietário da Soudal, um belo presente no seu 81º aniversário”, afirmou o vencedor, que assim conquistou o seu sétimo triunfo em competições de mais de um dia.

O campeão mundial Filippo Ganna (Ineos) venceu o contrarrelógio final, somando o segundo triunfo consecutivo em etapas

Filippo Ganna (Ineos Grenadiers) venceu, sem surpresa, o contrarrelogio, somando o segundo êxito consecutivo em etapas. O italiano foi 10 segundos mais rápido do que Benjamin Thomas (Groupama-FDJ).

No pódio do Étoile de Bèsseges, abaixo de Tim Wellens, ficaram Michał Kwiatkowski (Ineos), na segunda posição, e Nils Politt (Bora-Hansgrohe), no degrau mais baixo.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Classificação geral:

1º. Tim Wellens (Lotto Soudal)  13:56.23 horas

2º. Michal Kwiatkowski (Ineos Grenadiers) a 53 segundos

3º. Nils Politt (Bora-Hansgrohe) a 59 segundos

4º. Jake Stewart (Groupama-FDJ) a 1:02 minutos

PUB
Specialized Levo

5º. Mads Würtz Schmidt (Israel Start-up Nation) a 1:19 minutos

6º. Michael Gogl (Team Qhubeka Assos) a 1:24 minutos

7º. Greg Van Avermaet (AG2R Citroën) a 1:25 minutos

8º. Edward Theuns (Trek-Segafredo) a 1:36 minutos

9º. Clément Carisey (Delko) a 1:41 minutos

10º. Odd Christian Eiking (Intermarché-Wanty-Gobert) a 1:45 minutos

Também vais gostar destes!