O mercado de transferências ciclismo de estrada mundial anda agitado, entre rumores de corredores de topo que poderão mudar de equipa e renovações. Entre os que podem estar perto de mudar de ares, o destaque é Richard Carapaz, que deverá deixar a Ineos Grenadiers para rumar, ao que tudo indica, à EF Education-EasyPost.

PUB
Distribuidores Orbea

Por outro lado, para garantir, de antemão, os serviços de alguns dos melhores corredores, há equipas que já acertaram com os atletas o prolongamento do contrato. Depois de Bauke Mollema e certamente antes de Mads Pedersen, a equipa Trek-Segafredo anunciou a renovação de uma das seus principais figuras, Jasper Stuyven.

Fiel à formação norte-americana desde a sua estreia como profissional em 2014, o belga de 30 anos renovou o seu contrato por três anos, até 2025. Vencedor de várias corridas importantes nas últimas temporadas, incluindo o Omloop Het Nieuwsblad em 2020 e a Milan-San Remo em 2021, o especialista em clássicas não viu motivos para experimentar outras paragens, como explicou no site da Trek-Segafredo.

“Como muitos sabem, esta é a equipa em que me profissionalizei, e fazer parte dela desde o início mostra o quanto estamos em comunhão. Na Trek-Segafredo senti-me acolhido, valorizado e apoiado desde o início. Tivemos algumas grandes vitórias e momentos ao longo destes anos, e gostaria de somar mais nos próximos três. É acima de tudo a equipa em que me sinto em casa”, declarou Jasper Stuyven.

Jasper Philipsen renova pela Alpecin-Fenix

PUB
First Bike

A Alpecin-Fenix também ​​acaba de anunciar a extensão contratual com o seu velocista Jasper Philipsen. O belga, que passar a estar ligado até 2024 à equipa Continental, rubricou o vínculo poucos dias após ter vencido a segunda etapa da Volta à Bélgica.

“Estou feliz por termos acertado rapidamente um contrato, que é de dois anos. Sinto-me em casa e espero continuar a evoluir nesta equipa nas próximas temporadas”, explica o sprinter ao site da sua equipa que representa desde 2021. Philipsen tem três triunfos em etapas da Vuelta a Espanha.

Bora-Hansgrohe segura ‘precioso’ Kamna e mais dois jovens

À imagem da Trek e da Alpecin, a Bora-Hansgrohe estendeu os contratos a três corredores do seu plantel, Lennard Kämna, Patrick Gamper e Ben Zwiehoff. O trio esteve na última Volta a Itália, ao lado do vencedor Jai Hindley, e muito contribuíram para o sucesso do australiano, em especial Lennard Kämna, que esteve no momento crucial da corrida, na penúltima etapa, quando ajudou Hindley a deixar para trás Richard Carapaz. Além disso, o alemão também venceu uma etapa no Giro 2022.

Por estes motivos, “é natural que lhe(s) tenha sido oferecida uma extensão de contrato além de 2023, afirma Ralph Denk, o diretor geral da Bora. “Lennard [Kämna] é um corredor excecional. O seu talento torna-o incrivelmente versátil, o que, claro, é uma situação muito boa para nós como equipa, pois podemos usá-lo numa ampla variedade de funções. Quanto a Ben [Zwiehoff] e Patrick [Gamper], são corredores em quem podemos confiar. Ben é forte nas montanhas, Patrick no plano, e ambos foram parte importante do nosso sucesso no Giro. Agradecemos a sua lealdade à equipa e é por isso que estendemos os contratos de ambos”.

Wellens e Quintana próximos da UAE Emirates? Sim e não…

Há várias semanas circulam rumores sobre o interesse da UAE Emirates na contratação de Nairo Quintana (Arkéa-Samsic) e de Tim Wellens (Lotto-Soudal), além das renovações de Fernando Gaviria, Diego Ulissi e Matteo Trentin.

Mauro Gianetti, diretor geral da formação árabe em que alinha João Almeida e Tadej Pogacar, esclareceu o… possível. Embora sobre Nairo Quintana, o italiano foi mais claro. “Temos os nossos líderes para a geral e são jovens”, começou por explicar à VeloNews. “Acreditamos neste grupo, por isso em relação ao Nairo Quintana, o que poderei dizer?… É um corredor muito bom, mas temos Pogacar, Ayuso e Almeida… Queremos fortalecer a equipa noutras áreas, para as clássicas e para as chegada ao sprint. Estamos tranquilos, mas estamos no mercado e fizemos uma oferta a alguns corredores. Não podemos divulgar os seus nomes ainda… Não estamos sob pressão”, revelou Gianetti.

E sobre Tim Wellens? “Sei que muitas equipas estão interessadas nele e nós também. É um bom corredor, que gostaríamos de ter na nossa equipa. Ainda estamos a conversar”, disse Mauro Gianetti, que também falou sobre a situação contratual de Fernando Gaviria. O velocista colombiano está em fim de contrato esta temporada. “No momento ainda não iniciamos as negociações. É algo que veremos nos próximos meses”, conclui o responsável da Emirates.

PUB
Lazer

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

Goride Team
Toda a GoRide Team alimenta este site como se não houvesse amanhã :) Damos preferência a tudo o que envolver diversão em cima de uma bike!

    Também vais gostar destes!

    Mais em Em destaque