Tom Dumoulin fraturou o pulso durante um treino e é forçado a terminar antecipadamente a sua temporada de competições. O corredor neerlandês da Jumbo-Visma foi atropelado por um automóvel num dos seus percursos de treino habituais, quando fazia o reconhecimento para o seu evento de ciclismo amador, Tour de Dumoulin, previsto para outubro.

PUB
Nova Mondraker Dune

O medalhado de prata no contrarrelógio nos Jogos Olímpicos de Tóquio, após o regresso de um período sabático de cinco meses, estava a ultimar a sua preparação física para o Campeonato Mundial de Estrada, que decorrem de 18 a 26 do corrente mês. Dumoulin será submetido cirurgia ao pulso ainda esta sexta-feira.

“É uma grande deceção”, lamentou Dumoulin, num comunicado da equipa Jumbo-Visma. “A minha temporada acabou. Isso é uma grande deceção, porque fiquei muito bom nisto [no ciclismo] de novo. Além disso, durante o treino de hoje senti-me muito forte. Tinha muita confiança de que poderia fazer um mês muito forte”, afirmou o corredor de 30 anos.

Dumoulin voltou a competir em junho, depois de ter anunciado, no início do ano, que se afastaria do ciclismo para refletir sobre o que queria da sua carreira e do futuro a nível pessoal. O neerlandês regresso na Volta à Suíça, depois participou no Campeonato Nacional dos Países Baixos, ganhando o título de contrarrelógio pela quarta vez e conquistando a sua primeira grande vitória desde o Tour de França em 2018.

O principal objetivo de Dumoulin foram os Jogos Olímpicos, onde foi medalha de prata, atrás de Primož Roglič, no contrarrelógio. Após Tóquio, voltou a competir na Volta ao Benelux, procurando apurar a sua preparação para o Campeonato Mundial este mês, na Flandres. E terminaria a temporada no Giro da Lombardia, em 9 de outubro.

“Estava realmente ansioso por isso”, disse Dumoulin. “Essas são corridas que me caem muito bem, mas infelizmente não será este ano”.

PUB
Specialized Levo

Também vais gostar destes!