Depois de dois segundos lugares no Critérium du Dauphiné, Richie Porte (Ineos Grenadiers) conquistou a vitória na corrida francesa após uma etapa final em que o corredor australiano e a equipa britânica controlaram as operações, através dos Alpes de Haute-Savoie até à meta em Les Gets.

PUB
Riese & Müller Multitinker

Porte defendeu-se de inúmeros ataques nos quilómetros finais e terminou escudado pelo companheiro de equipa Geraint Thomas num grupo com os principais elementos da classificação geral, entre os quais o segundo posicionado Alexey Lutsenko, da Astana-Premier Tech. Thomas foi terceiro, depois de ter recuperado de uma queda na descida do Col de Joux Plane.

“Depois de ter ficado em segundo duas vezes e uma vez ter perdido no último quilómetro, vencer esta corida magnífica é fenomenal. Estou nas nuvens”, disse Porte após a etapa. “Todos os sacrifícios, o tempo longe da minha esposa e dois filhos, valeu a pena. Esta equipa, a Ineos Grenadiers, foi absolutamente brilhante hoje”, afirmou o australiano.

“Conheço bem a descida de Joux Plane, já a fizemos muitas e muitas vezes, por isso decidi fazê-lo no meu próprio ritmo. Quando vi Geraint [Thomas] cair, não foi bom, a seis quilómetros do fim. Deveria ter sido causada por uma irregularidade na estrada, que é muito má, mas estará no seu melhor no Tour”, acrescentou o camisola amarela Richie Porte.

Dois minutos à frente do grupo de Porte e dos melhores, Mark Padun (Bahrain Victorious) chegou um fim de semana fenomenal com o segundo triunfo consecutivo em etapas. O ucraniano, de 24 anos, beneficiou de ter integrado a fuga do dia e com isso venceu também a classificação da montanha.

PUB
Beeq

David Gaudu (Groupama-FDJ) levou para casa a camisola branca da juventude, enquanto Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) ganhou a verde dos pontos.

Pos.       Corredor             (País) Equipa     Tempo

  1. Richie Porte       (Aus)     Ineos Grenadiers            29:37:05 horas
  2. Alexey Lutsenko              (Caz)     Astana-Premier Tech     a 17 segundos
  3. Geraint Thomas               (Ing)      Ineos Grenadiers             a 29 s
  4. Wilco Kelderman             (Ned)    Bora-Hansgrohe              a 33 s
  5. Jack Haig              (Aus)     Bahrain Victorious          a 34 s
  6. Miguel Angel Lopez (Col)             Movistar             a 38 s
  7. Ion Izagirre Insausti (Esp)             Astana-Premier Tech     a 38 s
  8. Ben O’Connor (Aus)       AG2R Citroën Team        a 47 s
  9. David Gaudu (Fra) Groupama-FDJ           a 1:12 minutos
  10. Tao Geoghegan Hart (Ing)           Ineos Grenadiers             a 1:57 m
  11. Enric Mas (Esp) Movistar Team a 2:08 m
  12. Patrick Konrad (Aut)      Bora-Hansgrohe              a 2:10 m
  13. Aurélien Paret Peintre (Fra)        AG2R Citroën Team        a 3:11 m
  14. Alejandro Valverde (Esp)             Movistar Team a 3:18 m
  15. Steven Kruijswijk (PB)   Jumbo-Visma    a 3:29 m
  16. Damien Howson (Aus)  Team BikeExchange       a 3:49 m
  17. Louis Meintjes (AfS)       Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux a 4:12 m
  18. Nairo Quintana (Col)      Team Arkea-Samsic       a 4:50 m
  19. Ben Hermans (Bel)          Israel Start-up Nation    a 5:34 m
  20. Guillaume Martin (Fra)  Cofidis  a 6:54 m

Também vais gostar destes!