Wout van Aert prolongou três anos o contrato com a Jumbo-Visma, até 2024. Com o anúncio da renovação do vínculo que terminava no final desta temporada, o corredor de 26 anos e a equipa holandesa terminam com mais especulações sobre o interesse da Ineos Grenadier e a possibilidade de a formação britânica contratar o ciclista, que foi uma das estrelas da temporada de 2020.

PUB
Riese & Müller Multitinker

“Serei um elemento muito orgulhoso do Team Jumbo-Visma após 2021, estou muito feliz com isso”, disse Van Aert numa mensagem em vídeo filmada durante o estágio da equipa em Alicante, Espanha.

Van Aert celebra a vitória na Milan-San Remo 2020, batendo Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick-Step) sobre a linha de meta (Foto Marco Beetorello via Getty Images)

“Queria mesmo continuar, porque me tornei muito melhor com esta equipa”, expressou Van Aert”. “Creio que todos reconhecem que fiz uma enorme evolução como corredor nos últimos anos, estive sempre em forma quando precisava e devo-o à equipa, por ter-me permitido estar sempre focados em todos os meus objetivos”, afirmou o ciclista belga, referindo-se à sua aposta em duas especialidades da competição, estrada e ciclocrosse.

“Tomei a decisão [de renovar o contrato] muito rapidamente. Não preciso dizer que havia mais interessados, mas nunca conversei com outra equipa”, disse Van Aert, reconhecendo o ‘assédio’ da Ineos.

O belga a caminho do triunfo na Strade Bianche, na última temporada

Van Aert estreou-se na Jumbo-Visma em 2019, após vencer a batalha legal com sua ex-equipa Verandas Willems. Nesse ano, venceu uma etapa no Tour de França, mas ainda cedo nessa edição da prova sofreu uma queda grave no contrarrelógio, em Pau, que o forçou terminar precocemente a temporada. Após a recuperação da lesão – um profundo golpe na perna – durante o inverno e o confinamento devido à Covid-19 na primavera, Van Aert ressurgiu em grande forma, vencendo a Strade Bianche e a Milan-San Remo, ganhou duas etapas ao sprint no Tour, apesar de ser um dos gregários de luxo de Primož Roglič na montanha, confirmando os seus múltiplos talentos. O belga encerrou a época como vice-campeão mundial de contrarrelógio e de estrada, e com outro segundo lugar no Tour de Flandres.

PUB
Beeq

No Tour de Flandres 2020, Van Aert foi superado, ao sprint, pelo seu eterno rival, Mathieu van der Poel

“Wout é um dos grandes nomes, uma das grandes estrelas do ciclismo. É o atual número três do mundo. Para nós foi importante mantê-lo”, declara o diretor da equipa Jumbo-Visma, Richard Plugge.

“Pode ter havido outras equipas que se interessaram pelo Wout, mas a sua intenção era assinar connosco desde o início. Nós ajudámo-lo no seu desenvolvimento e é por isso que ele quer ficar. Rapidamente percebemos as pretensões eram mútuas e estou muito feliz por termos conseguido mantê-lo”, esclareceu Plugge.

Van Aert comemora a vitória na corrida de ciclicrosse, no seu país, no último fim de semana,

Para celebrar a rubrica do contrato, a Jumbo-Visma divulgou um vídeo (em anexo) em que sublinha a versatilidade e capacidade de trabalho de Wout van Aert em cima da bicicleta, mas também o mostra a limpar a piscina do hotel, servindo café à equipa feminina, atendendo o telefone e até mesmo a passar roupa para o Richard Plugge – que retribuiu: “você realmente é capaz de fazer tudo bem, pode ficar”, graceja este responsável da Jumbo-Visma no curto filme.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

No Tour de França de 2020, o jovem corredor venceu duas etapas e ainda se destacou como gregário do chefe-de-fila Primoz Roglic

Van Aert encontra-se em estágio de pré-temporada com a Jumbo-Visma, mas regressará à Bélgica no fim de semana para continuar a preparação para o Campeonato Mundial de Ciclocrosse, marcado para 31 de janeiro.

Também vais gostar destes!