Um ano depois de ter passado dois dias com a camisola vermelha, Marianne Vos volta a envergar o símbolo de líder da classificação geral nesta Vuelta Feminina!

PUB
Specialized Levo

Após a vitória na terceira etapa e de se quedar, na véspera, a um segundo de Blanka Vas (SD Worx-Protime) na classificação geral, a eterna corredora neerlandesa ultrapassou definitivamente a húngara na quarta-feira numa quarta etapa virada de cabeça para baixo pelo vento e pelos cortes no pelotão.

Todavia, a neerlandesa, de 36 anos, acabou por ser surpreendida pelo ataque de Kristen Faulkner (EF Education-Cannondale), que alcançou a dobradinha para a equipa norte-americana.

PUB
Orbea Genius Dealers

Desilusão relativa e atenuada pela conquista da camisola vermelha, na sequência das bonificações conquistadas ao longo da etapa. Marianne Vos comentou este “dia difícil” na entrevista pós-corrida.

“Todas queriam estar na frente e sabíamos que ia estar muito vento e que os abanicos iriam formar-se. Foi muito bom ter Riejanne [Markus] e Sophie [von Berswordt] comigo na frente, para me acompanhar e ajudar a manter-me no grupo principal. Não conseguimos vencer a etapa porque o ataque de [Kristen] Faulkner foi muito forte”.

PUB
Beeq

Vos ficou convencida com a capacidade da norte-americana da EF. “Simplesmente, não conseguimos alcançá-la depois da subida. Foi a mais forte. Por isso, estou satisfeita pela camisola vermelha. Não é o nosso objetivo hoje, era a vitória, mas estamos felizes por estar nesta posição”, concluiu a neerlandesa que tem 5 segundos de vantagem sobre Blanka Vas na classificação geral, às vésperas de uma primeira chegada em alta… que pode muito bem custar-lhe a liderança.


Crédito da imagem: Visma Lease a Bike Twitter – https://twitter.com/visma_lab_women/status/1785683657237074247/photo/1

PUB
KTM

Também vais gostar destes!