Por mais surpreendente que possa parecer, a Visma-Lease a Bike não vence desde 27 de março, desde o êxito de Matteo Jorgenson na Através da Flandres, mais de um mês de jejum.

PUB
Cube Stereo ONE

A equipa neerlandesa pretende colocar um ponto final à série negra na Volta a Itália, mas não poderá contar com corredor que deveria dar mais garantias de sucesso: Wout Van Aert, ainda a recuperar das lesões da grave queda sofrida precisamente naquela clássica belga.

Assim, no Giro, as ‘abelhas’ vão apostar na sólida dupla Olav Kooij – Christophe Laporte. O velocista neerlandês mostrou, no início da temporada, que era um dos homens mais rápidos do pelotão e quererá sprintar para o primeiro sucesso na sua estreia em grande voltas.

PUB
Riese & Müller Multitinker

Por seu tirnu, o francês Laporte foi chamado para substituir Van Aert. Depois de um início de temporada prejudicado por doença, o experiente corredor, especialista em corridas de um dia, terá um papel valioso como lançador de Kooij, mas também terá a sua oportunidade em sprints em grupos restritos. Vale a pena destacar que também Laporte, aos 31 anos, fará o primeiro o Giro.

PUB
Beeq

Os dois velozes não serão as únicas cartas do Visma na ‘corsa rosa’. Cian Uijtdebroeks terá a missão de disputar a classificação geral. Oitavo na Vuelta do ano passado, o belga de 21 anos será um dos favoritos ao pódio em Roma.

Por outro lado, Uijtdebroeks não poderá contar com muito apoio nas montanhas, já que o homem que deveria ser o seu tenente nas alturas, Wilco Kelderman, está lesionado.

O neerlandês tinha sido substituído por Koen Bouwman, camisola azul e vencedor de duas etapas no Giro de 2022, mas também este ficará de fora da corrida italiana devido a doença, que já o tinha forçado a desistir na Volta à Romandia.

Nas montanhas, Uijtdebroeks poderá contar com o apoio dos confiáveis Jan Tratnik, Robert Gesink e Attila Valter. Enquanto Edoardo Affini e Tim Van Dijke – substituto de última hora de Koen Bouwman – terão papel de destaque na formação de Olav Kooij.

PUB
TrekFest 2024

“Estamos a abordar este Giro de forma diferente dos anos anteriores”, afirma Marc Reef, diretor desportivo da Visma. “O nosso principal objetivo é vencer etapas. Queremos consegui-lo, principalmente, nos sprints com Olav [Kooij]. Também não vamos esconder-nos nas etapas em que uma fuga terá boas hipóteses de sucesso”, começou por explicar o responsável.

“Tim van Dijke, Edoardo Affini e Christophe Laporte constituem o comboio de lançamento de Olav Kooij. Além disso, Christophe terá a oportunidade de jogar a sua cartada em determinadas etapas”, continua Reef.

“Cian [Uijtdebroeks] pode tentar a sorte na classificação geral. Mas o principal é que aprenda. Veremos o que ele consegue fazer nas próximas semanas. Estamos confiantes. Trabalhamos juntos há alguns meses e estamos a gostar. Sabemos, cada vez mais, o que podemos obter uns dos outros”, conclui o dirigente da Visma.


Créditos da imagem: Visma Lease a Bike Twitter – https://twitter.com/vismaleaseabike/status/1784213756689494216/photo/1

 

 

Também vais gostar destes!