A décima terceira etapa da 107ª Volta a Itália era, mais uma vez, orientada para os o homens mais rápidos. A situação de corrida parecia fácil de ler mas o vento agitou as águas… No fim foi Jonathan Milan (Lidl-Trek) quem venceu na chegada ao sprint.

PUB
Specialized Levo

Riccione foi a cidade do tiro de partida para a etapa de hoje na Volta a Itália, tiro esse que abria a competição para os quase 180 kms de traçado até Cento. O dia fica marcada pela fuga do dia construído por três homens e encetada imediatamente após a partida real.

Os “típicos” três minutos de diferença para o pelotão rapidamente foram alcançados, mas, cá atrás, não havia intenções para deixar crescer o espaço. No entanto, e para proveito dos espectadores, a 62 kms do fim a Ineos-Grenadiers tenta partir o grupo com a ajuda do vento lateral.

Action at the front as Ineos Grenadiers go on the attack in the crosswinds!

Tentaram e conseguiram! Os grupos ficam espalhados pelas longas retas mas, Tadej Pogacar (UAE Emirates), atual maglia rosa, segue atento e bem posicionado. Por outro lado, nem todos os sprinters ficaram na frente…

Para bem de uns e mal de outros, os grupos voltam a reunir-se, e pouco depois os homens da frente são alcançados, a cerca de 25 kms da meta. A aproximação faz-se muito rápido e existem inclusive algumas quedas com nomes menos importantes à etapa.

Giro d'Italia 2024 | Stage 13: Last KM

As equipas organizam-se na frente e, uma vez mais nesta edição da Volta a Itália, a Lidl-Trek faz um trabalho fenomenal para Jonathan Milan, que mostra ser um dos melhores velocistas do mundo. Já soma três nesta edição.

PUB
Riese & Müller Multitinker

Stanislaw Anilkowski (Cofidis) fecha no segundo lugar e Phil Bauhans (Bahrai-Victorious) fecha o pódio da etapa. Na classificação geral as contas mantém-se inalteradas.

Top-10 após a 13ª Etapa

Mais info:

  • https://www.procyclingstats.com/race/giro-d-italia/2024/stage-13

Créditos imagem: Giro de Itália

Também vais gostar destes!