O assunto da 12ª etapa da Volta a Itália é incontornável: Julian Alaphilippe (Soudal-QuickStep) regressa às vitórias (e de que maneira!). O ciclista francês completa o ciclo de vencer nas três grandes voltas depois de ter entrado na fuga e, posteriormente, atacado a fuga…

PUB
Nova Trek Supercaliber

A 107ª Volta a Itália apresentava hoje 193 kms de percurso entre Martinsicuro e Fano, com um traçado repleto de contagens de montanha categorizadas e não categorizadas.

A primeira hora de corrida faz-se muito rápido mas com o pelotão compacto. Só à chegada da primeira dificuldade do dia se começou a formar aquilo que viria a ser a numerosa fuga do dia.

As movimentações começaram antes, contudo, foi quando o terreno se inclinou que o ataque de Alaphilippe desencadeou uma grande mudança na situação de corrida. Estamos a falar de um grupo de fugitivos com mais de 30 elementos, entre os quais Jhonatan Narváez (Ineos-Grenadiers) que seguiu a roda do francês.

PUB
Giant TCR 2024

PUB
Giant TCR 2024

Descontente com a situação, “Lulu” atacou outra vez poucos kms depois e levou consigo Mirco Maestri (Polti-Kometa). Daqui para a frente escreveu-se uma bonita etapa da Volta a Itália…

Julian e Mirco colaboram de forma exímia e entre os dois dividiram todos os prémios e metas até final. O pelotão rodava calmamente e na perseguição não havia organização.

A 11 kms do fim Julian segue sozinho, com Mirco a não ter pernas para responder ao francês, e a ser ultrapassado por alguns ciclistas do grupo perseguidor até final.

Julian Alaphilippe volta às vitórias da melhor forma possível, ao vencer pela primeira vez na Volta a Itália. Jhonatan Narváez fecha no segundo posto, a 31 segundos, e Quintan Hermans (Alpecin-Deceuninck) fecha o pódio, a 32 segundos. Na classificação geral não existem alterações.

Top-10 após 12ª Etapa

Mais info:


Crédito imagem principal: Volta a Itália 

Também vais gostar destes!