Jonathan Milan reforça o favoritismo à liderança dos pontos com a segunda vitória na 107ª edição da Volta a Itália. Na classificação geral as contas mantém-se inalteradas.

PUB
Orbea Genius Dealers

A 11ª etapa da Volta a Itália decorreu entre  Foiano di Val Fortore e Francavilla al Mare, um dia com 207 kms e que era orientado para os homens mais rápidos do pelotão.  Ainda assim, a fuga formou-se de imediato e assumiu a forma de um trio constituído por: Tim Van Dijke e Edoardo Affini (Visma Lease-a-bike) e Champion Thomas (Cofidis).

Apesar das mais tentativas que tomaram lugar na cabeça do pelotão, a Lidl-Trek e a Soudal Quick-Step controlaram tudo e todos, com um ritmo pouco convidativo a alterações de corrida.

PUB
Specialized Levo

Contudo a corrida seguia em modo passeio para o pelotão, que controlava a diferença para a frente da corrida que chegou a atingir os 2m30s. Mas nada mais…

A cerca de 20 kms do fim a fuga chega ao fim, e com isto temo Andrea Piccolo (EF Education Easy-Post) a lançar-se ao ataque. A tentativa de surpreender foi boa, mas não surtiu efeito prático.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Na aproximação à meta o pelotão entra em modo caótico, com o infeliz acaso de queda para alguns ciclistas. Jonathan Milan (Lidl-Trek) aparenta estar demasiado afastado da frente, enquanto a Soudal Quick-Step mete toda a sua força na cabeça do grupo.

 

 

Milan, numa movimentação de força pura, passa um por um, e ganha em Francavilla al Mare sem rival à altura. Tim Merlier (Soudal-QuickStep) foi segundo e Kaden Groves (Alpecin-Deceuninck) fecha o pódio do dia.

Na geral as contas mantém-se inalteradas.

Top-10 após a 11ª Etapa

Mais info:


Crédito imagem: Giro de Itália

Também vais gostar destes!