Aos 33 anos, Romain Bardet já sabe e já nos disse que esta é a sua última Volta a França. O ciclista da Team dsm-firmenich PostNL tinha um sonho, contudo, e hoje concretizou-o: antes de terminar a carreira, queria andar de amarelo no Tour. Conseguiu. E bem pode agradecer ao companheiro de equipa Frank Van den Broek…

PUB
Beeq

Bardet começou a sua declaração de vitória pelo momento crucial, o momento em que decidiu atacar. “Tive o instinto, não conhecia bem o percurso, vi muitos corredores a sofrer, sabia que tínhamos Frank [Van den Broek] na fuga, que é muito forte, e fui! Não tinha nada a perder, na pior das hipóteses perdia 20 minutos e acabava-se o sonho da amarela”, contou o francês.

Depois, Bardet fez vénia ao seu companheiro de equipa. “Sinceramente, ele merece tanto quanto eu, porque arrancou-me do chão no final, quando eu já não tinha mais nada para dar. É realmente um grande talento, não tenho palavras”, continuou o corredor que já anunciou a retirada do ciclismo profissional após o Critério do Dauphiné de 2025. Este é o seu último Tour, portanto…

PUB
Giant TCR 2024

“O vento de frente no final, um inferno. O cenário foi incrível, com o público a incentivar-nos, nunca pensar assistir a tal cenário”, acrescentou Bardet, que acredita que o seu sucesso de deve a ter mudado a mentalidade e a forma de abordar a Volta a França.

PUB
Beeq

“Atacámos o Tour com um estado de espírito soberbo, é a primeira vez que sorri antes do início de um Tour, por não estar a apontar para a geral, o que me tira uma pressão enorme de cima. Finalmente, sou eu mesmo, correndo sem segundas intenções, foi fabuloso”, afirma.

Pela primeira vez na carreira, o Romain Bardet vestirá a amarela da Grande Boucle. “Vestir a camisola amarela sempre foi um objetivo de carreira e sinceramente já chorei um pouco. Porque é sublime”, concluiu.

Mais info:


Crédito da foto: Maillot Jeune LCL Twitter – https://x.com/MaillotjauneLCL/status/1807090677567676861/photo/1

PUB
Nova Mondraker Dune

Também vais gostar destes!