Esteban Chaves (Team BikeExchange) venceu brilhantemente a 4ª etapa da Volta à Catalunha esta quinta-feira em Porte Aine. O colombiano atacou a pouco menos de 7 km da meta instalada no topo de uma subida de categoria especial, resistindo à perseguição frenética dos gregários da Ineos na proteção a Adam Yates, líder da classificação geral após a jornada de ontem.

PUB
Orbea Genius Dealers

João Almeida ficou na 13ª posição, perdendo 25 segundos para Chavez e 18 para o grupo perseguidor, que incluía a maioria dos principais candidatos às primeiras posições da classificação geral. Nesta, o jovem português da Deuceninck-QuickStep desceu do terceiro lugar, que ocupava à partida para esta etapa, ao sétimo, a 1.07 minutos de Simon Yates. Almeida mantém a liderança da classificação do melhor jovem.

Foto Luis Angel Gomez/BettiniPhoto©2021

Esteban Chaves, que não vencia desde que conquistou uma etapa no Giro de Itália de 2019, cruzou a linha de chegada com sete segundos de vantagem sobre um primeiro grupo comandado por Michael Woods (Israel Start-Up Nation), que foi segundo na tirada, e Geraint Thomas (Ineos Grenadiers), o terceiro.

(Foto David Ramos/Getty Images)

Adam Yates foi o quarto e preservou a liderança na prova, após a sua equipa ter controlado a corrida a maior parte da etapa, incluindo na subida final, com Rohan Dennis, Richard Carapaz e, finalmente, Richie Porte a definirem o ritmo que mais convinha ao britânico. De resto, o domínio da Ineos acentua-se, com Thomas a ascender à terceira posição da geral.

Foto Luis Angel Gomez/BettiniPhoto©2021

PUB
Beeq

Alejandro Valverde (Movistar) é o primeiro não Ineos na classificação, em quarto, a 1.03 minutos de Yates, enquanto o esforço de Chaves valeu-lhe a subida à sexta posição, a 1.04 minutos do inglês.

(Foto David Ramos/Getty Images)

“Estou muito feliz. Nunca comecei uma temporada a sentir-me tão bem e a ganhar assim. É uma vitória do WorldTour para a equipa, e a minha primeira vitória na BikeExchange. Trabalhámos muito, tive alguns meses e anos difíceis, mas a equipa ajudou-me bastante, tal como a minha família, a minha namorada… É uma grande satisfação”, declarou Esteban Chavez.

“Eu conheço estas estradas. Moro em Andorra e sabia que era uma etapa muito difícil. Queria tentar algo. Não tinha nada a perder e muito a ganhar. Havia vento contrário e isso foi um risco, mas no final correu muito bem. Tive pernas fantásticas”, disse ainda Chaves.

PUB
KTM

Também vais gostar destes!