A diferença de 9 minutos de 56 segundos entre o primeiro classificado da Volta a Itália, Tadej Pogacar, e o segundo, Daniel Martínez, é a maior desde há 59 anos. Nessa edição do Giro em 1965, o italiano Vittorio Adorni venceu o compatriota Italo Zilioli por 11 minutos e 26 segundos.

PUB
Prototype

Desde então, só o também transalpino Ivan Basso se aproximou dos 10 minutos de vantagem sobre o mais direto perseguidor, em 2006, distanciando-se em 9.18 minutos do espanhol Jose Enrique Gutierrez.

Se ampliarmos o espectro de busca às três grandes voltas, a última vez que houve tanto tempo de diferença entre o líder da geral e o adversário mais próximo, quando o francês Laurent Fignon, no Tour de França de 1984, impôs ao rival e compatriota Bernard Hinault nada menos do que 10.32 minutos.


Crédito da imagem: UAE Emirates Twitter – https://x.com/TeamEmiratesUAE/status/1794416879010021877/photo/3

PUB
Orbea Genius Dealers

Também vais gostar destes!