Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) conquistou a sua quinta vitória da temporada, ao triunfar na 2.ª etapa da Volta à Suíça, esta segunda-feira. O holandês bateu o alemão Maximilian Schachmann (Bora Hansgrohe) depois de a dupla ter escapado na parte final da jornada e resistido à perseguição do pelotão. O suíço Gino Mader (Bahrain Victorious) ficou em terceiro.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Van der Poel atacou de um grupo restrito a 3,4 km do final da etapa e parecia bem encaminhado para a vitória após Jakob Fuglsang (Astana Premier Tech) não ter conseguido seguir-lhe a roda. Schachmann foi o único a alcançar o holandês, a 1,8 km da meta, mas também acabou por não lhe resistir ao sprint. Mader terminou um pouco depois.

“Estou satisfeito por estar de volta à estrada. Foi uma etapa muito divertida, especialmente com a chuva no final. A equipa fez um ótimo trabalho, endurecendo a corrida como pedi”, apontou Van der Poel.

“Atentando aos corredores que aqui estão, é muito difícil que eu vença a Volta à Suíça. Queria ganhar uma etapa e os primeiros três dias são bons para mim. Estou muito feliz por começar com uma vitória”, afirmou o holandês.

Marc Hirschi (Emirados Árabes Unidos) liderou um grupo com os principais candidatos à classificação geral, a quatro segundos de Van der Poel, com Julian Alaphilippe, Richard Carapaz, Michael Woods e Fuglsang a terminarem com o mesmo tempo.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Stefan Küng (Groupama FDJ) conseguiu segurar a camisola amarela, por apenas um segundo de vantagem sobre Alaphilippe e Schachmann.

Também vais gostar destes!