Para os menos entendidos na matéria, escolher pedais pode não ser fácil. Aliás, até os mais experientes em bicicletas por vezes não sabem ao certo qual o modelo mais indicado a comprar, especialmente quando pensam em começar numa vertente nova do ciclismo.

PUB
Prototype

Por norma, uma bicicleta nova não inclui os pedais e ao sair da loja nós temos de levar um par, certo? Aí o especialista da loja irá dar uma ajuda em função do nosso orçamento.

Neste sentido, Trek lançou recentemente um guia rápido que pretende dar uma ajuda na escolher de uns pedais. E para os vários tipos de bicicletas.

Com base nesse documento, que podes encontrar no site da marca, abordamos aqui algumas considerações sobre três tipos de pedais: para BTT com encaixe, pedais flat e para estrada com encaixe.

Escolher pedais do tipo flat

“A melhor escolha para quem se inicia nas bicicletas”, diz a Trek. Os pedais do tipo flat são os mais simples e intuitivos de usar, pós não há mecanismos a prender o pé ao pedal… Apesar disso, oferecem uma boa aderência se usarmos os sapatos adequados.

Eistem diferentes tipos de pedais flat, para vários fins: uns mais específicos para trail, downhill e enduro, por exemplo, e outros para um uso mais recreativo, como em e-bikes citadinas, por exemplo. 

PUB
Orbea Genius Dealers

Por outro lado, estes pedais podem ser menos eficientes no acto de pedalar, por ser mais difícil manter a posição dos pés no sítio certo (e por não permitiram “puxar” o pedal além de “empurrar”). E podem até sair em situações mais bruscas, algo que pode originar quedas…

Pedais de encaixe BTT

Aqui já entramos no mundo mais normal das bicicletas, pelo menos no de quem pratica BTT e XC. Os pedais de encaixe SPD para bicicletas de BTT distinguem-se pela sua dupla face de encaixe.

É so proceder ao encaixe, algo que ao fim de pouco tempo já fazemos quase automaticamente, e lá vamos nós com os pés “agarrados” aos pedais. Estes pedais são ideais para várias vertentes do BTT, mas com foco mais intenso no XC. E para gravel, agora.

PUB
Giant TCR 2024

Ganhamos mais controlo, temos os pés na posição certa, mais eficiência na pedalada. Mas estes pedais requerem algum tempo de habituação, pois será mais difícil meter o pé no chão (temos de “desencaixar” um dos pés para pararmos). E, dado que vamos “agarrados” à bike, podemos ter menos confiança e limitar um pouco a realização de algumas “habilidades” com a bicicleta.

No caso do XC, e para quem procura performance, a Trek recomenda os novos pedais Tre Kovee (Comp, Elite e Pro). Para quem quer durabilidade a um preço mais acessível, a marca fala dos também recém lançados Trek Line (Comp e Elite).

Pedais de encaixe de estrada

Hoje é muito raro encontrar uma bicicleta de estrada sem pedais de encaixe. Estes pedais estão acoplados aos sapatos por três parafusos, e a base que se agarra ao sapato pode diferir consoante a marca ou o fabricante dos pedais.

Nos modelos de gama mais alta, a leveza é levada a extremos, enquanto a base do pedal é mais larga para transmitir a maior quantidade de potência possível. Em estrada não existem muitas situações que obriguem a desmontar da bicicleta (a não ser os semáforos, ou a pausa para o café, claro), pelo que só existe uma face onde o encaixe acontece.

Aqui ganhamos leveza, potência, aerodinâmica e, no geral, (muita) eficiência. À semelhança dos pedais de encaixe de BTT, requerem alguma habituação na utilização e, por norma, os encaixes são bastante mais fortes, o que dificulta a retirada do pé de forma rápida (isto para quem ainda tem pouca prática…).

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Mais info:


Imagens: Trek

Também vais gostar destes!