O presidente da UCI, David Lappartient, abordou o tema da segurança dos ciclistas e das corridas antes do início da Paris-Roubaix Feminina, apelando a todos os intervenientes no desporto para que se unam.

PUB
Prototype

A sua solução para o problema parece ser a introdução do sistema de cartões amarelos e vermelhos, que idealmente evitaria alguns dos comportamentos perigosos dos ciclistas.

“A segurança é claramente o tema mais importante para o desporto neste momento, para a UCI e para todos os diferentes intervenientes”, disse Lappartient ao Cyclingnews. “Penso que 38 ciclistas do World Tour sofreram acidentes e ficaram feridos desde o início do ano. Isso é muito”.

“Criámos a SaferR para tomar algumas decisões e melhorar a segurança das corridas. Temos uma reunião importante na próxima semana”, disse Lappartient. “Fizemos um inquérito e criámos uma base de dados de todos os acidentes em todas as corridas dos últimos três ou quatro anos, por isso agora sabemos as razões.”

“50% das quedas e outros incidentes devem-se ao comportamento dos ciclistas e 50% a outros fatores, como obstáculos não sinalizados ou a velocidade do pelotão. Não estou aqui para dizer que a culpa é toda deles, pode ser apenas um breve momento de desatenção. É por isso que queremos introduzir um princípio de cartões amarelos e vermelhos, como no futebol, para que os comportamentos perigosos sejam mais bem punidos”, opinou o presidente da UCI


Créditos da imagem: David Lappartient Twitter -https://twitter.com/DLappartient/status/1776617339972161779/photo/1

PUB
Orbea Genius Dealers

Também vais gostar destes!