Enric Mas vai para o seu sexto Tour com o objetivo primordial de fazer esquecer as duas últimas participação, que culminaram em desistências, e recuperar a dinâmicas das edições imediatamente anteriores…

PUB
Nova Mondraker Dune

Em 2020 e 2021, o espanhol da Movistar terminou a Volta a França em 5.º e 6.º lugares, respetivamente, e em 2024 ambiciona um novo top-5, mas antes de mais, reforça o próprio corredor de 29 anos, o objetivo é “terminar” a corrida.

“Faz dois anos que não chego ao fim do Tour por azar. Volta a partir com a sensação de ter feito tudo bem na minha preparação. Tivemos umas semanas de trabalho árduo e estamos cheios de confiança. Vou lutar até não me restar um grama de energia”, declarou Mas.

PUB
Garmin

“Temos de ter confiança em nós mesmos, com o trabalho que fizemos nos últimos meses. Chegamos bem e temos de fazer todo o possível. Vamos lutar para ser a equipa Movistar que fomos no passado e para regressarmos a um patamar superior novamente”, continua o espanhol.

“As sensações são muito boas, viemos com uma equipa em que todos estão muito bem. Temos gente para tudo, para os sprints, para as fugas e para me apoiar em tudo o que puder fazer na classificação geral”, acrescenta.

Enric Mas ainda comentou a concorrência dos jovens compatriotas Carlos Rodriguez (INEOS Grenadiers) e Juan Ayuso (UAE Emirates): “É verdade que existem rivais que, como demonstraram nos últimos meses, são excecionais, mas não vou para a primeira etapa a pensar que eles já venceram o Tour”, analisa Enric Mas.

“Carlos e Juan são muito bons, ainda bem que estão vingar no ciclismo. Não tenho tanta pressão agora, porque, felizmente, o ciclismo espanhol tem estes muito bons corredores. Vamos ver se este ano conseguimos que espanhóis fiquem entre os 10 primeiros da geral”, concluiu.


Crédito da imagem: Movistar Team – https://x.com/Movistar_Team/status/1806295491774132600/photo/2

PUB
Nova Mondraker Dune

Também vais gostar destes!