Até há bem pouco tempo, pensar em rodas de gravel feitas de fibra de carbono era algo “estranho”, no mínimo, pois as bicicletas do género que existiam davam preferência a aros mais resistentes e mais baratos. Hoje, contudo, o cenário é diferente.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Os tempos mudam e a abordagem atual ao gravel também mudou: procuram-se sensações e prestações máximas, sem perder de vista a possibilidade de fazer viagens e percursos muito longos. As bicicletas de gravel topo de gama são bastante exclusivas e contam com os melhores componentes. E as rodas de carbono, tal como no BTT, reunem todos estes requisitos.

Por isso, o upgrade para umas rodas de gravel em carbono é algo a ter em conta assim que possível, pois as vantagens superamente largamente o custo. Até porque existem modelos com boas relações desempenho/preço/peso. As que apresentamos neste artigo são as que têm potencial para mostrar mais performance.

Na seleção de umas nova rodas de gravel há que ter em atenção vários aspetos, a começar pela medida que o quadro da bicicleta “aceita” (650b, 700c) e pela cassete que temos para instalar, entre outros pontos. Sendo que, inevitavelmente, alguns destes modelos são também destinados a bicicletas de ciclocrosse. Nesta seleção:

  • Bontrager Aeolus RSL 37V TLR Disc
  • Campagnolo Levante
  • DT Swiss GRC 1400 SPLINE 42
  • FFWD Drift
  • Fulcrum Rapid Red Carbon
  • Mavic Allroad Pro Carbon SL
  • Prototype Gravel
  • Roval Terra CL
  • Vision SC30 AGX Disc
  • Zipp 101 XPLR

Bontrager Aeolus RSL 37V TLR Disc

Esta sub-marca da Trek apresenta esta roda tubeless 700c como sendo de ciclocrosse, gravel e até de estrada, com largura interior de 25 mm e perfil de 37 mm. Está montados os cubos DT Swiss 240 (cepo de 36 engates Ratchet EXP), sendo que são feitas com o carbono mais exclusivo deste fabricante, o OCLV RSL.

PUB
Prototype

Para discos Centerlock, atenção, com destaque ainda para o Programa de Fidelização de Rodas Carbon Care, que dá garantia vitalícia ao primeiro comprador.

Campagnolo Levante

Estas Levante da Campagnolo baseiam-se numa jante assimétrica em fibra de carbono H.UL.C., com perfil de 30 mm, largura interna de 25 mm e externa de 30,8 mm. Sistema MiniHook clincher TLR.

PUB
Prototype

Os cubos são em alumínio com sistema de rolamentos cônico/copo de fácil manutenção e sistema de engrenagem N3W. Sistema de encaixe do disco Centerlock.

DT Swiss GRC 1400 SPLINE 42

Estas tubeless da DT Swiss são uma bela opção para uma bike de gravel, com perfil de 42 mm. Os raios são os DT aero comp (straight pull), para discos Centerlock, e com vários modelos disponíveis. Opção 650b e 700c.

Também disponíveis com a estrutura Campagnolo N3W, sendo que os cubos são do tipo 240 com o sistema Ratchet 36 SL.

  • Peso do par: desde 1.545 gramas
  • Preço: desde 1.957 €
  • Mais info: www.dtswiss.com

FFWD Drift

As Drift estão em destaque no portfólio em carbono da marca neste segmento “especial” do gravel. São aros em fibra de carbono com perfil de 36 mm, largura interna de 24 mm e externa de 30 mm. Sistema Hookless clincher TLR.

Também aqui podemos contar com cubos em alumínio com o sistema de encaixe Ratchet, isto a juntar aos rolamentos selados em aço.

PUB
Riese & Müller Multitinker

  • Peso do par: 1.515 gramas
  • Preço: desde 1.499 €
  • Mais info: FFWD Drift

Fulcrum Rapid Red Carbon

Umas rodas novíssimas no catálogo da marca, umas tubeless com os novos sistemas 2-Way Fit e C-Lux Finish, que facilita a instalação do pneu, diz a Fulcrum. Em destaque: a tecnologia Mo-Mag, que é basicamente uma nova solução de fixação da válvula no aro de forma magnética.

Perfil de 30 mm, largura interior de 25 mm, formato 700c, compatibilidade com discos de travão Centerlock e vários outros elementos.

Mavic Allroad Pro Carbon SL

Aros feitos com a fibra de carbono UD da mavic, neste caos com perfil de 25 mm,  largura interna de 23 mm e sistema clincher Hookless TLR.

Com cubos em alumínio com sistema de rolamentos QRM e engrenagem através do sistema Instant Drive 360.

Prototype Gravel

Largura interna de 30 mm e perfil de 45 mm, entre muitas outras características a ter em conta, como são exemplos: tubeless, para discos Centerlock, medidas 650b e cubos SP Disc da marca.

Estas Prototype são um exemplo, tal como muitos outros nesta seleção, de rodas em carbono que são também indicadas para bicicletas de ciclocrosse.

Roval Terra CL

No formato 700c, estas Terra CL são um modelo que está mais ou menos a meio da muito bem composta gama de rodas de gravel desta sub-marca da Specialized. Isto nas especificações e na relação características/preço.

Evoluíram a partir das Terra CLX, com aros em carbono com um perfil de 33 mm e largura interna de 25 mm em sistema tubeless. Com cubos DT Swiss 350 e raios DT Swiss Competition.

Vision SC30 AGX Disc

Estas Vision apresentam-se com um look muito apelativo em fibra de carbono, perfil na roda frontal de 30 mm (e na traseira de 35 mm) e largura interna de 23 mm. Sistema clincher TLR.

Estes também são cubos em alumínio, contando com rolamentos selados em aço. A compatibilidade dos discos de travão é Centerlock.

Zipp 101 XPLR

Estas Zipp são aros assimétricos em fibra de carbono que se baseiam na tecnologia MOTO, um perfil de parede única com largura interna de 27 mm. Também com sistema clincher Hookless TLR.

Os cubos são os ZR1 da marca (alumínio), também com rolamentos selados em aço, além de que podemos igualmente contar neste modelos com sistema de encaixe de disco Centerlock.

  • Peso do par: 1.620 gramas
  • Preço: desde 1.941 €
  • Mais info: Zipp 101 XPLR

Sobre os artigos GoRide Top…

Este artigo não é um teste de grupo. Os GoRide Top são artigos em que juntamos uma série de produtos e/ou equipamentos que são referência em determinada área e/ou para determinada finalidades.

São escolhidos em função do que cada marca disponibiliza no momento, do que vemos noutros sites internacionais e da nossa experiência neste sector.

Conheces algum modelo que podia estar neste artigo e que tenhamos deixado de fora? Diz-nos qual, temos todo o gosto em adicioná-lo à seleção.


Também vais querer ler…

5 dicas para as descidas técnicas com a tua gravel


Artigo redigido por José Escotto e Jorge Lopes. Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

Também vais gostar destes!