A Specialized Status é uma bicicleta especial. E isto é dizer o mínimo dela. Mas não é para qualquer um… É um modelo que a marca aloja no segmento trail do BTT, mas, na verdade, é feita para os ciclistas mais irreverentes, versáteis e até um pouco “loucos”, passamos a expressão.

PUB
KTM

Vende-se apenas numa versão cá em Portugal, a Specialized Status 160, uma montagem e configuração única. E depois há o quadro em separado, visto que o público a que se destina a bicicleta é bastante propenso a comprar a estrutura de base e depois ir montado “em cima” dele os componentes que mais se adequam ao tipo de “terreno” onde andam com ela.

E colocamos aqui “terreno” entre aspas porque, no verdadeiro sentido das coisas, nem todos os spots onde andámos com a Status 160 são na verdade terrenos. Basta espreitarem este conjunto de destaques no Instagram Rodrigo Vicente para perceberem em que “terrenos” temos andado com a Status e o que temos feito com ela.

Impressionados? É possível, pois a própria Status impressiona…

Trilhos de trail na montanha, skateparks e bikeparks, todos os sítios perfeitos para dar muitos saltos e fazer muitas manobras. É para isto que sentimos que a Status foi feita e é nesses habitats que sabemos que ela mais se sente feliz. Convidamos a espreitarem os vídeos neste teste e também as fotos…

PUB
Specialized Levo

Este é um artigo que representa um teste de longa duração, na verdade, pois a Status foi-nos emprestada pela Specialized para isso mesmo, para uma experiência ao longo do tempo e no sentido de tentarmos perceber se esta é mesmo a bicicleta que este fabricante dos EUA diz que ela é.

E confirmamos que é. Ponto. E sublinhe-se: apesar de a usarmos em vários ambientes, esta é uma bicicleta de montanha para trail. Olhemos para o vídeo principal neste artigo e isso fica mais do que confirmado, não?

Versatilidade mullet

Ao longo de vários meses tivemos oportunidade de cimentar a nossa opinião de que é esta é sem dúvida a bicicleta de trail mais divertida que já andámos, com uma configuração mullet (roda da frente de 29” e roda de trás de 27,5”) e um triângulo traseiro curto que fazem a diferença no manuseio da Status a vários níveis.

PUB
KTM

As escoras têm menos 1,5 cm do que a maioria das bicicletas neste segmento e até no segmento de enduro (andámos com ela em vários trilhos que normalmente acolhem treinos, voltas e provas de enduro) e isso traz mais diversão a quem está em cima da Status. É preciso ter “mãos” para tirar total proveito deste quadro em alumínio M5, mas quem começar com ela não se sentirá mal…

Houve um momento especial em que levámos a Status ao limite… Visitámos em março a famosa pista de downhill da Serra da Lousã (para um trabalho com o incrível Greg Minnar!) e aproveitámos para colocar a bicicleta à prova por ali.

Ficámos surpreendidos. A pista é dura, com pedra, regos, raízes, saltos grandes e zonas de off-camber, mas percebeu-se que a Status está também preparada para aguentar “abusos” maiores. Mas também passámos muita e boas horas com ela nos skateparks onde praticamos BMX, com “resultados” também muito inspiradores.

Triângulo traseiro compacto

A traseira curta que já referimos torna fácil fazer rotações como manobras 360º e outras bastante técnicas. Facilmente encaixamos na bicicleta após as primeiras voltas e há harmonia na condução.

PUB
Giant Trance X Advanced E+ Elite

Enquanto isso, e sabendo que há apenas uma montagem disponível para Portugal, há pontos mais e menos positivos. Os travões Code R da Sram, com discos de 200 mm em cada roda, por exemplo, são uma boa surpresa, pois constituem o bom sistema de travagem que uma bicicleta deste tipo precisa.

Em contraponto, ter aqui um conjunto de transmissão Sram NX, que é de entrada de gama, é sinal de mais peso e, à partida, menos fluidez nas transições das mudanças. Prato 32t no pedaleiro e cassete 11-50t, 12 velocidades. Contudo, até à data apenas uma falha aqui e ali, nada de mais. Tudo funciona como é habitual num grupo deste patamar de preço.

Suspensões ajustáveis

O amortecimento Fox aqui incluído está também na entrada de gama desse fabricante, mas nem por isso deixa de satisfazer quem anda “forte” e depressa nesta Status 160. Falamos de um amortecedor Floax X Performance DPX2 e de uma suspensão Float 36 Rhythm de 160 mm, sendo que este componente no eixo frontal apresenta-se bem preparado para o uso a que se destina a bicicleta.

Há duas posições principais de ajuste nesta suspensão, para a termos mais “aberta” ou mais tensa, dependendo dos trilhos e do momento. Em geral, o amortecimento, mesmo não sendo o mais evoluído da Fox, dá-nos de volta uma resposta aceitável do que chega do terreno, sem “castigar” demasiado o corpo.

Suspensões: há por onde melhorar, mas somente se sente essa necessidade a “puxar” um pouco mais pela Status 160.

Outros pontos a destacar? Há vários. O indispensável espigão telescópico, neste caso um X-Fusion Manic, as “banais” rodas de alumínio da Specialized (mesmo a pedir um upgrade, se possível…) com uns eficientes pneus Butcher também da “casa” e os vários pormenores apurados do quadro.

Ou seja, a Specialized Status 160 vale muito pela sua versatilidade tanto no trail puro e mais agressivo como no bike park e até no skatepark lado a lado com as BMX.

Por outro lado, está limitada nesta montagem única, pois pontos como as rodas e a transmissão “mereciam” um upgrade tendo em vista reduzirmos peso em geral e ganharmos alguma fluidez extra. Mas será isso mesmo preciso?

Ficha técnica da Specialized Status 160:

Quadro: Specialized Status M5 em alumínio // Amortecedor: Fox Float X Performance // Suspensão frontal: Fox Float 36 Rhythm 160 mm // Transmissão: Sram Eagle NX 12x (cassete 11-50t, prato 32t) // Travões: Sram Code R 4 pistões (discos 200 mm) // Rodas: Specialized 29F/27.5R, hookless alloy, 30mm // Pneus: Specialized Butcher Grid Trail // Guiador: Specialized, 6061 alloy 800 mm // Punhos: Deity, Knuckleduster // Espigão: X-Fusion Manic, telescópico // Selim: Specialized Body Geometry Bridge Comp // Peso: 15 kg, aproximadamente // Preço: 3.330 euros (2.950 euros quando e se em promoção)

Mais info:

Todas as fotos (clica/toca para aumentar):

Pormenores (clica/toca para aumentar):

Neste teste:

  • Texto: Rodrigo Vicente
  • Fotos e vídeo: Rodrigo Vicente
  • Rider em ação: Rodrigo Vicente

Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

 

Também vais gostar destes!