Uma boa surpresa, esta UrbanGlide e-Bike M1. Tal como está escrito numa das partes do quadro, o objetivo é a performance. Isto num ambiente citadino, não fosse esta elétrica apontada às ruas da cidades, às ciclovias, às deslocações rápidas entre o ponto A e o ponto B em meios urbanos. 

PUB
Prototype

Por outro lado, a estrutura e a geometria do quadro em alumínio combinam bem com a “roda fina” 700c que vemos neste modelo, o que dá origem a um conceito que serve para praticar desporto, para “brincar” com família e amigos, para andar depressa. Essa é a característica que mais salta à vista nesta M1: andar depressa.

Uma urbana desportiva?

Ao contrário das elétricas urbanas que nos chegam carregadas de acessórios, esta UrbanGlide M1 funciona “ao contrário”: é mais virada para a performance, para andar rápido, do que para servir de meio de transporte multiusos.

URBANGLIDE EBIKE M1

É verdade que existe forma de instalar neste modelo praticamente todos estes itens, mas não encontramos na M1 algo como luzes à frente e atrás, grade de carga, guarda-lamas… Olhando a estas ausências, nota-se muito bem que a marca aponta a bicicleta a um público mais entusiasta, que talvez pense mais utilizá-la para praticar desporto, para passear com a família, para chegar depressa do ponto A ao ponto B.

É também um facto que estes acessórios típicos das urbanas podem fazer falta no dia a dia. Os guarda-lamas quando chove e não queremos molhar ou sujar a roupa, as luzes para quando andamos de noite… Mas os utilizadores que sintam falta destes itens podem sempre comprar à parte e instalar.

PUB
TrekFest 2024

Ficamos divididos, aqui, no entanto… Não poderia esta M1 trazer já alguns destes acessórios? Seja como for, há outros modelos nas gamas UrbanGlide que os têm instalados de origem, dirigindo-se a um público diferente. Resolvido.

Menos conforto, mais velocidade

Neste sentido, também percebemos que esta não é uma bicicleta para andar durante toda a manhã, para fazer uma viagem muito grande. Isto porque está mais próxima de uma bicicleta de estrada do que de uma bicicleta crossover, daquelas que até têm suspensão e permitem andar tanto em asfalto como em estradas de gravilha.

Não, esta UrbanGlide não conta com nenhuma dessas “mordomias”, foi pensada para andar para a frente, relativamente leve e de “roda fina”. Naturalmente, e ao mesmo tempo que tem muito estilo visualmente, não se revela confortável (nem é suposto que assim seja).

PUB
TrekFest 2024

Vamos sentir a dureza e rígidez do quadro e da forqueta de alumínio ao descermos o lancil de um passeio ou pequenos conjuntos de degraus. Vamos andar numa posição mais racing, apesar de aí sentirmos até alguma conforto, sem sinais de que o corpo fique demasiado cansado devido a uma posição menos boa em cima da bicicleta. Aí tudo corre bem.

Cinco modos de assistência

Para andar depressa, e apesar de não ser dos motores mais poderosos que já vimos em elétricas urbanas, este propulsor elétrico de 39 Nm está integrado no eixo da roda de trás e responde bem às nossas necessidades na ciclovia. Usámos a bicicleta em vários ambientes citadinos e urbanos e sentimos uma boa resposta da assistência elétrica à pedalada, mais do que suficiente para as deslocações diárias convencionais.

Temos quatro modos de assistência, como acaba por ser normal neste tipo de bicicletas elétricas. Este apoio vai desde o tímido impulso dado pelo modo Eco, aquele que “puxa” menos mas que poupa mais a bateria, até ao Turbo, o que nos deixa “acelerar” mais a sério e gasta mais energia. Pelo meio está o modo Tour e também o modo Sport.

Ora, andar no Turbo é sem dúvida o mais divertido, nota-se muito bem a força elétrica libertada pelo motor assim que pressionamos os pedais com mais vigor. Dá gosto. No entanto, a marca dos 60 km de autonomia que conseguimos confirmar andando no modo Eco passa rapidamente a uma média de 30 km se tivermos sempre o modo mais potente selecionado.

Assim, a recomendação que deixamos é que guardemos o modo Turbo apenas para as emergências, para aqueles momentos em que estamos com mais pressa de chegar a casa, ou para quando queremos acompanhar colegas de passeio que sejam mais rápidos.

PUB
KTM

O melhor será sempre andar no modo Sport, sendo que quando estamos “apertados” de bateria podemos ativar o Eco e “rezar” para que a energia seja suficiente para o caminho todo. A autonomia da bicicleta não compromete o que esta é capaz de fazer e para o que serve, em suma.

Bateria de 360 w

Para recarregar a bateria de 360 w na totalidade são precisas cinco horas, no mínimo. A boa notícia é que a bateria pode ser removida (e trancada com chave) para que a possamos levar connosco para recarregar em casa ou no escritório. Isto é especialmente bom para quem não consegue ter uma tomada elétrica onde guarda a bicicleta ou para quem deseja carregar a bateria ao longo do dia, para que este fique pronta de novo para o regresso a casa.

Para alternar entre os referidos modos devemos usar os dois botões do seletor instalado do lado esquerdo do guiador. Ao centro, um ecrã LCD deixa ver tudo em tempo real, desde o modo selecionado à velocidade instantânea, sem esquecer a autonomia. A bateria também tem um indicador à base de luzes LED, assim conseguimos verificar o estado de carga mesmo com a unidade fora do quadro.

De resto, dois pontos que merecem relevo: os travões montados nesta UrbanGlide, um sistema hidráulico com discos, conseguem travar a bicicleta atempadamente e sem problemas, mesmo com o piso ligeiramente molhado. os pneus também dão uma ajuda nesse sentido. Mas será sempre preciso ter algum cuidado com as condições não são as melhores, pois, relembramos, esta é praticamente uma bicicleta de “roda fina”.

O sistema de mudanças, por sua vez, com oito velocidades, parece-nos adequado ao que a bicicleta se propõe fazer. Não é topo de gama, nada que se pareça com isso, mas é suficiente, funciona bem (material Shimano é sempre fiável, à partida) e assim ajuda a que esta UrbanGlide e-Bike M1 não encareça demasiado.

A nossa avaliação…

As elétricas de cidade que temos experimentado são mais “conservadoras”, por assim dizer, e mais completas do que esta UrbanGlide. Ou seja, estão equipadas com vários acessórios que dão muito jeito num ambiente urbano, nomeadamente grade de carga atrás, guarda-lamas, luzes… Mas este é um modelo diferente.

É um modelo mais racing, que andará mais depressa nas ciclovias da cidade, que pode ser perfeita para chegar ao trabalho (ou a casa) num ápice. Contudo, para ir às compras, por exemplo, será sempre mais limitada.

Isto significa que a marca quer aqui marcar a diferença com uma bicicleta que serve para praticar desporto e fazer deslocações rápidas no meio urbano. Ou para passear com a família e amigos. Ou para simplesmente termos alguma diversão nas ruas da cidade.

Confessamos que gostamos deste tipo de bicicleta elétrica urbana: mais rápida, com um motor não muito potente mas suficiente, sem acessórios em demasia, pensada mais para “curtir” do que para “transportar”. É menos confortável, mas é leve (18 kg) e dá mais “andamento”.

Tendo em conta o preço, é uma hipótese a considerar pelos entusiastas do ciclismo que precisam neste momento de uma elétrica para as deslocações do dia a dia na grande cidade.

Ficha técnica da UrbanGlide e-Bike M1:

Quadro: 700C alumínio // Motor: 250 W, 38,51 Nm, integrado no eixo da roda traseira // Bateria: 360 Wh 36 V 10 Ah Samsung (amovível) // Automonia (estimada e indicada pela marca): 60 km // Tempo de carregamento: 5 horas // Ecrã: LCD // Transmissão: Shimano Altus 8x // Travões: Nutt discos hidráulicos // Rodas: 700C 13GX36H// Pneus: Kenda 28” // Guiador: 620 mm alumínio // Selim: Selle Royal A059 BK// Peso: 18 kg (anunciado pela marca) // Preço: 2.500 euros (a este valor acrescem portes de envio em caso de compra online)

Site oficial:

Todas as fotos (clica/toca para aumentar):

Fotos de pormenores (clica/toca para aumentar):

Neste teste:

  • Texto: Jorge D. Lopes
  • Fotos: Catarina Henriques
  • Vídeo: Jorge D. Lopes

Lê também:


Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

Também vais gostar destes!