Sempre que nos chega às mãos uma nova e-BTT, entramos em êxtase. Regra-geral, todas elas são robustas, bem desenhadas, bem equipadas… No caso da bem-sucedida Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon, também é mesmo isso que se passa. E o facto de não ter havido mudanças de raiz nesta nova versão 2021 em relação à versão do ano passado não nos deixou tristes… Nem um bocado. Vê por que razão!

Já a rolar a bom ritmo, a primeira sensação acaba também por ser “repetida”, e no bom sentido: estamos a controlar uma bicicleta incrível cuja maior limitação reside em… nós próprios. Na nossa mente. Porque a bike realmente parece ser capaz de tudo dentro deste cada vez mais procurado género.

Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon 2021

E, volvidos mais uns bons minutos a descer, a trepar e a saltar em terrenos “acidentados”, com o mar como pano de fundo, ficamos certos de que manter a mesma fórmula do ano passado foi a melhor decisão por parte da marca norte-americana, que continua a conseguir colocar estas Turbo Levo SL no lote das e-bikes de BTT mais equilibradas e divertidas que existem de momento.

O que muda?

Para 2021, a Specialized decidiu manter a mesma geometria, o mesmo curso das suspensões, o motor e a bateria nos mesmos níveis de potência e capacidade. Mas alterou vários dos componentes principais, que também contam (e muito). Exemplos? As rodas, a transmissão, naturalmente, os travões e outras pequenas partes.

O look da Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon continua muito clean, sendo certo que não deixa ninguém indiferente à primeira vista. Pelo menos entre os entendedores e interessados neste segmento entre as e-bikes.

Contudo, passa também bastante despercebida caso a queiramos ver como uma bike convencional, sem motor. Nos trilhos, o seu carácter agressivo salta à vista e impressiona pela facilidade de manuseio proporcionada pela geometria que já se conhece deste modelo.

No fundo, a Specialized decidiu pegar na geometria da StumpJumper, adicionar-lhe uns “pózinhos” e também um motor e uma bateria. Quem já andou nessa bike da marca sabe do que falamos; quem nunca experimentou, aconselhamos vivamente! Aliás, daqui por uns dias publicamos aqui em GoRide.pt um vídeo e uma review completa a uma das versões deste ano da Stumpjumper!

Neste sentido, o conceito SL vem romper alguns hábitos no que toca às bicicletas elétricas.

Por exemplo, no modelo “rei” da marca californiana, que é a famosa Turbo Levo, o motor debita 560 watts e tem por perto uma bateria de 700 Wh. Aqui, a potência é mais baixa: 240 watts. A capacidade da bateria também está mais abaixo: 320 Wh. É preciso “ir buscar” leveza, e este é o “preço a pagar”.

Leveza…

Mas depois vem a parte boa: uma Turbo Levo Expert Carbon anda quase sempre na casa dos 22 kgs, enquanto esta Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon 2021 pesa apenas 17,6 kgs. É verdade que outras marcas também já estão a conseguir chegar a patamares próximos nas e-bikes de BTT, mas este continua a ser um peso incrível…

E aqui existe logo uma separação bastante grande de público alvo. A SL está claramente mais orientada para um tipo de utilizador de e-BTT bastante maduro nas suas decisões, e que eventualmente já é dono de uma outra e-bike.

Este é um modelo direcionado para quem quer ter uma e-bike mais próxima de uma bicicleta “normal”, diga-se assim.

Para muitos, a potência tida como standard até agora é demasiada. Para outros, o peso é um fator de peso a ter em conta. A verdade é que esta bicicleta atinge números na balança que poucas marcas conseguem alcançar especialmente dentro da gama dos 150 mm de curso…

E este facto é determinante quando estamos a andar “a fundo”, graças a uma facilidade de utilização ímpar. É uma bicicleta que não requer qualquer tipo de habituação; parece-nos muito familiar logo desde as primeiras pedaladas e contam-se pelos dedos as situações em que nos “apanhou” desprevenidos.

O quadro em carbono Fact 11, com bastantes provas dadas tanto em termos de durabilidade como resistência à torção, faz com que a bike tenha uma rigidez notável, o que é um fator determinante e que inspira bastante confiança no momento da compra. Cabos a passar internamente, naturalmente, escoras reforçadas em sítios estratégicos, e outros “pormaiores” que encontramos em praticamente todos os modelos neste segmento de preço.

Amortecer, amortecer…

Quando vemos o que uma e-bike de BTT consegue fazer, este é um ponto determinante. E aqui há uma grande evolução, saliente-se… Tivemos o prazer de testar a versão anterior da Turbo Levo SL (quando ainda tínhamos a revista digital GoRide…) e, se houvesse um componente que figurasse no topo da lista a alterar, esse seria a suspensão Fox 34. Uma suspensão que faz um trabalho incrível, mas que nos avisou-nos logo onde estava o limite quando abusámos dela em saltos maiores ou mal calculados. Nesta versão 2021, contudo, chega o upgrade que mais fazia sentido: uma Fox 36.

Apesar de ter os mesmos 150 mm de curso, esta suspensão frontal é muito fiel a traduzir as irregularidades do terreno e, acima de tudo, é previsível em qualquer situação. Pode parecer um pequeno upgrade, mas faz bastante diferença seja em termos de confiança, seja em termos de segurança, mesmo para quem não se aventura em saltos grandes.

O mesmo se aplica ao amortecedor, que agora se apresenta com um Fox Float DPX2 Performance Elite. Mais suave e permissor tanto em caso de erro como nas passagens “normais” por terrenos mais agressivos.

Quando é preciso abrandar!

Todos sabemos que, em termos de segurança, os travões são o principal componente a ter em conta. E fazer upgrades neste campo é sempre benéfico. Dito isto (que no fundo é algo que já todos sabemos!), o que importa salientar é que o sistema SRAM Code RS com quatro pistões e discos de 200 mm é uma combinação bombástica para os que querem esticar os seus limites pessoais. Com um tato bastante bom, com potência, com linearidade de travagem.

No que toca à transmissão, também é a SRAM a entrar em ação, com a gama X01 Eagle. Uma das mais caras no portfólio do fabricante, mas, em bikes a este preço, é nossa opinião que este grupo acaba por ter uma das melhores relações qualidade/preço, visto que o seu funcionamento é preciso, rápido, fiável. Requer manutenção constante para estar sempre no ponto, mas o funcionamento é exemplar.

Se há um tema que divide opiniões é o facto de este e outros modelos da Specialized não terem display.

Por sua vez, e igualmente importante em qualquer e-bike para BTT, é a questão display. Se há um tema que divide opiniões é o facto de este e outros modelos da Specialized não terem display. Pessoalmente gostamos que esteja disponível o máximo de informação possível, pelo que acabamos por lamentar esta ausência…

Mas gostamos ainda mais de encontrar um sistema que dê a informação necessária, e essa informação é basicamente a percentagem da bateria e o modo de assistência à pedalada em que vamos. E isso é precisamente o que esta Levo SL tem! Agora há que por na balança os prós e os contras de ter ou não ter um display.

Ao tê-lo, está ali toda a informação necessária e até alguma não tão necessária. Contudo, em caso de queda (tantas!), ou num dia em que nos descuidamos a lavar a bicicleta e entra água, o display é mais um componente que se avaria e parte. E depois vem a conta, que normalmente acarreta mais de 100 euros para a substituição. Acaba por ser algo muito subjetivo e pessoal, até.

Alguns destaques:

Motor SL 1.1

O mais leve motor em bikes da Specialized, com 240 watts de potência, com o apoio da bateria (a autonomia pode ser prolongada em até 50% com o Range
Extender vendido em separado) e da app Mission Control. Assistência à pedalada nos três modos do costume e até aos 25 km/hora. Com potenciómetro integrado (com ligação ANT+).

Fox Float DPX2 Performance Elite

O amortecedor mostra-se muito eficiente, como o conhecemos da presença noutros modelos (e marcas), com três estados de bloqueio/ajuste.

X-Fusion Manic

O espigão de selim telescópico é essencial neste segmento de bikes, neste caso com controlo instalado no guiador.

O único ecrã…

Na ausência de display, a (escassa) informação disponível durante as voltas são mostradas mesta Turbo Connect Unit (TCU) situada no tubo superior do quadro. Apresenta o modo de assistência selecionado a cada momento e o estado da bateria.

Compartimento SWAT

Está nesta fusão de avanço e espigão de direção e aloja uma ferramenta multiusos básica (e muito leve). Dá sempre jeito, não?

Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon 2021

A nossa avaliação…

Em andamento, esta é uma bicicleta incrível e que faz tudo bem exceto
seguir bicicletas com motores maiores. Brilha a descer, com sensações de condução muito parecidas com as de uma bicicleta convencional, seja pelo peso, seja pela geometria, que se traduz naturalmente em agilidade e destreza.

Intuitiva e claramente orientada para o andamento do mais comum dos “mortais”.

Não se trata de uma geometria orientada 100% para descer, pois a rolar revela-se competente. Mas é perfeitamente viável para quem gosta de fazer enduro, privilegiando as descidas e os troços rolantes. A subir, sobe muito bem; apesar de ter metade da potência, esta é uma propulsão mais do
que suficiente para nos levar de volta ao topo de qualquer montanha.

A Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon 2021 é uma bike que nos ajuda a sermos mais rápidos e que nos chama a atenção para o facto de a verdadeira limitação sermos nós próprios e a nossa mente. Quem quer mais potência nas subidas não irá com certeza escolher este modelo, mas quem dá prioridade ao peso e destreza vai adorá-lo…

Pontos mais positivos

  • As melhorias adicionadas ao nível da suspensão e do sistema de travagem, principalmente.
  • Neste caso, não mexer na fórmula da versão de 2021 é um ponto positivo: geometria, quadro, dinâmica e peso nas doses certas.
  • Mesmo não sendo feitas de carbono, temos de admitir que estas Roval Traverse 29 Alloy de 30 mm talvez sejam a opção certa para aguentar tanta “pancada”!

 Pontos a melhorar

  • Este é um daqueles modelos que tem pouca coisa a melhorar. Se formos “picuinhas”, podemos dizer que a bateria podia ser libertada de um modo mais simples, talvez. Mas isto não é algo que nos faça ter pensamentos negativos, sendo mesmo uma solução que permite poupar algum peso.
  • O preço continua a ser uma limitação a quem procura ter uma primeira experiência neste segmento, pelo que referimos sempre este ponto como algo menos positivo…
  • Está na hora de a Specialized começar a variar um pouco mais nas pinturas e na estéticas das e-bikes de BTT, não concordas? Fica aqui o pedido e este nosso desejo… Talvez até uma personalização!

Todas as fotos:

Galeria de pormenores:

Especificações da Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon 2021:

  • Quadro: FACT 11m full carbon, 29 Trail Geometry
  • Suspensão: Fox Float 36, Performance Elite 150 mm
  • Amortecedor: Fox Float DPX2 Performance Elite
  • Travões: SRAM Code RS, 4 pistãos, discos de 200 mm
  • Desviador: SRAM X01 Eagle 12x
  • Manípulo: SRAM X01 12x
  • Pedaleiro: Praxis, forged M30 + SRAM X-Sync Eagle 30t
  • Cassete e corrente: SRAM GX Eagle 12x
  • Rodas: Roval Traverse 29 30 mm em alumínio
  • Pneu frente: Specialized Butcher 29 x 2.3″
  • Pneu trás: Specialized Eliminator 29 x 2.3″
  • Avanço: Alloy Trail, 35 mm
  • Guiador: Specialized Trail 780 mm em alumínio
  • Espigão selim: X-Fusion Manic
  • Selim: Bridge Comp 155/143 mm
  • Peso: 17,6 kg.
  • Preço: 9.499 euros

Outros modelos na gama Specialized Turbo Levo SL Expert Carbon 2021:

Site oficial:

Neste teste:

  • Texto: Vasco Santos
  • Fotografia: Ricardo Pinto
  • Vídeo: Rui Jorge
  • Rider: Vasco Santos
PUB
Lazer Sphere

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

Vasco Santos
Este homem faz tudo em cima de uma bike, especialmente se for elétrica. Sim, é o nosso especialista em e-bikes, famoso por ficar bem em qualquer sessão fotográfica ou de vídeo.

Também vais gostar destes!