Na sua despedida da temporada de ciclocrosse de 2023/24, Wout van Aert pôs fim à invencibilidade de Mathieu van der Poel e conquistou a primeira vitória na Taça do Mundo da época.

PUB
Specialized Levo

Mas foi uma corrida cheia de incidências, a que se assistiu em Benidorm, Espanha, este domingo, a 13.ª da Taça do Mundo, disputada sob um sol radioso, o confronto final da temporada entre os três grandes nomes da disciplina, Mathieu van der Poel, Wout Van Aert e Tom Pidcock, estes dois últimos a cumprirem a sua última corrida na disciplina.

PUB
Orbea Genius Dealers

 

A queda do campeão mundial Van der Poel na penúltima volta abriu caminho ao triunfo do seu rival belga, pela terceira e última vez em provas de ciclocrosse esta temporada, antes de voltar à estrada.

O neerlandês da Akpecin-Deceuninck, dominador da temporada de ciclocrosse, foi ao solo quando lutava pela vitória com Van Aert e Michael Vanthourenhout (Pauwels Sauzen-Bingoal) e atrasou-se bastante, conseguindo, de qualquer modo, recuperar até à quinta posição final, interrompendo a sequência de dez sucessos consecutivos.

 

PUB
Giant TCR 2024

À frente de MVDP, encontramos um top-4 exclusivamente belga, liderando por Wout Van Aert, que derrotou Michael Vanthourenhout na última volta, e a fechar o pódio Thibau Nys (Baloise Trek Lions), o primeiro em mais de dois meses. O jovem impôs-se ao líder da classificação geral da Taça do Mundo, Eli Iserbyt (Pauwels Sauzen – Bingoal). O britânico Tom Pidcock não foi além do 9.º lugar, depois de ter acusado fadiga na parte final.

A história caótica da corrida começou logo após a partida, com as três grandes estrelas da disciplina a enfrentarem problemas vários. Van Aert voltou rapidamente às primeiras posições, mas Tom Pidcock e Mathieu van der Poel foram forçados a enormes e desgastantes recuperações.

 

No entanto, após a passagem na meta à primeira volta apenas na 28.ª posição, Van der Poel encetou uma recuperação extraordinária, brindando-nos com algumas acelerações esmagadoras (ver vídeos) até chegar aos lugares cimeiros. Onde chegou a colocar Van Aert sob pressão! Pidcock também conseguiu recuperar, mas não demorou muito a ceder ao desgaste e a atrasar-se.

 

Assistimos então à grande viragem da corrida, com o incidente que provocou a queda de Mathieu van der Poel. Van Aert acelerou pouco depois e levou Vanthourenhout consigo, mas o campeão europeu teve de se curvar ao poder do compatriota na última volta. Apesar de Van Aert também ter caído com aparato.

 

Na classificação geral da Taça do Mundo, excelente operação do líder Eli Iserbyt. Com o quarto lugar, enquanto os seus três rivais neerlandeses da Baloise Trek Lions em dia mau – Joris Nieuwenhuis 13º, Pim Ronhaar 16º e Lars van der Haar 7º -, o campeão belga aumentou a vantagem na competição para uma diferença quase decisiva, faltando uma etapa para o fim.

Com 34 pontos de avanço para Nieuwenhuis, Iserbyt precisará apenas de seis (um top 20) em Hoogerheide no próximo domingo, para conquistar a Taça do Mundo.

Classificações


Imagens: Twitter WorldCup_CX,  Twitter https://twitter.com/UCI_CX e Twitter https://twitter.com/SportPic_Agency, Taça do Mundo de Ciclocrosse Twitter

Também vais gostar destes!