A Jumbo-Visma repetiu hoje, na segunda etapa da Volta a Burgos, proeza já alcançada esta temporada, no primeiro dia do Paris-Nice: colocou três corredores no pódio, mas desta vez beneficiando de uma queda coletiva, extremamente aparatosa, no quilómetro final, provocada por um ciclista da própria equipa neerlandesa.

PUB
Novidades Trek 2024

David Dekker perdeu o controlo da bicicleta ao não se aperceber de uma banda sonora, arrastando consigo para o solo grande parte do pelotão.

O neerlandês Timo Roosen, o italiano Edoardo Affini e o australiano Chris Harper, respetivamente primeiro, segundo e terceiro classificados, concluíram em triunfo a etapa de 158 quilómetros entre Vivar del Cid e Villadiego.

Ruben Guerreiro (EF Education-EasyPost) escapou ao acidente e concluiu a etapa no sexto lugar, o que lhe permitiu manter o segundo posto da classificação geral, a três segundos do líder, o colombiano Santiago Buitrago (Barhain-Victorius), e com o mesmo tempo do australiano Jai Hindley (BORA-hansgrohe) e do britânico Tao Geoghegan Hart (Ineos Grenadiers).

Os ciclistas envolvidos na queda terminaram com o mesmo tempo do vencedor, entre quais, sem sofrerem consequências físicas, Rui Costa (UAE Emirates), que conclui a tirada na 11.ª posição, e João Almeida (UAE Emirates), que foi 22.º. Costa subiu à quinta posição, a cinco segundos de Buitrago, e Almeida ascendeu ao 32.ª, a 19 segundos.

A 44.ª Volta a Burgos prossegue quinta-feira, com a terceira de cinco etapas, num percurso de 156 quilómetros entre Quintana Martín Galíndez e Villarcayo.

PUB
Specialized Levo

Também vais gostar destes!