Onze títulos mundiais, um europeu, um ouro olímpico (e uma prata e um bronze) e um currículo que faz dele uma referência no que ao BTT diz respeito. Nino Schurter é, aos 34 anos, um dos melhores – para alguns o melhor – da história da modalidade. Mas este suíço também é um ávido praticante de ciclismo de estrada.

- - - Pub - - -

Polisport T500

Aliás, quase metade do seu treino é feito precisamente em alcatrão, numa Suíça que o atleta diz ser ideal para quem gosta das duas vertentes. “Especialmente os treinos de recuperação ou os treinos mais básicos que são feitos principalmente na estrada. É mais fácil manter uma certa cadência sem muita intensidade”, explicou Schurter a importância de incluir a estrada na sua preparação física.

Que não restem dúvidas: o seu primeiro amor é o BTT, mas explorar umas subidas íngremes nas estradas helvéticas motiva o suíço. E nem é difícil perceber porquê. Afinal, tudo o que sobe… desce! Diz ser um viciado em velocidade, pelo que as descidas são aproveitadas ao máximo.

Neste vídeo divulgado pela Scott, Schurter está acompanhado por Andri Frischknecht, um dos seus colegas de equipa na Scott-SRAM. Muitos quilómetros, muitos metros de acumulado, paisagens deslumbrantes e uma bela refeição, acompanhada de uma imperial. Perfeito!

O melhor é ver o vídeo.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.