Nairo Quintana, ainda sem equipa para a temporada de 2023, está a atrair o interesse de muitas equipas de categorias inferiores. Serge Parsani, o diretor da formação italiana ProTeam Corratec – que acaba de receber um convite para a Volta a Itália – explica por que quer recrutar o corredor colombiano.

PUB
KTM

“É um ciclista que pode aumentar a qualidade da nossa equipa. É um corredor que ganhou o Giro, a Vuelta e esteve no pódio do Tour. Somos uma equipa italiana e com ele poderíamos lutar para estar entre os cinco primeiros da geral no próximo Giro e vencer etapas”, declarou Parsani em entrevista ao jornal colombiano El Tiempo.

Mas a eventual contratação de Nairo Quintana pela Corratec enfrenta vários problemas, desde logo financeiros. “Vamos ver se conseguimos um patrocinador para resolver esse problema”, acrescenta Serge Parsani.

Mas não são só questões de viabilidade económica. O responsável da equipa em que militam os italianos Valerio Conti e Attilio Viviani, pretende também esclarecer a situação de Nairo Quintana da parte da União Ciclista Internacional (UCI) relacionada ainda com a desqualificação do colombiano da Volta a França de 2022, na sequência de um controlo positivo com a substância Tramadol.

Eis dois obstáculos ao futuro próximo de Quintana, mas também da ProTeam transalpina, que se juntou ao Movimento pelo Ciclismo Credível (MPCC) há alguns dias, que se opõe ferozmente ao uso de tramadol há vários anos.

“É claro que quando tudo isso voltar ao normal vai ser mais fácil discutir com ele. O Nairo teve um problema com a UCI e queremos esclarecer esse assunto primeiro. Estamos a trabalhar lado a lado com esse movimento [MPCC] e queremos ter o Nairo. É uma situação difícil, vamos consultar o MPCC”, concluiu Serge Parsani,  ex-director desportivo da Mapei.

Também vais querer ler…

Já são conhecidas as ProTeam convidadas para a Volta a Itália

PUB
TrekFest 2024

Fotografia: Twitter Arkéa Samsic

Também vais gostar destes!