Michael Storer (Team DSM) voltou a ser o mais forte dos fugitivos numa etapa desta Vuelta a Espanha e somou a segunda vitória na corrida em Rincón de la Victoria, após um ataque a solo na subida final de Puerto de Almachar.

PUB
Nova Mondraker Dune

 

O corredor australiano de 24 anos resistiu na liderança nos últimos 17 quilómetros para selar o triunfo com 22 segundos de vantagem sobre Mauri Vansevenant (Deceuninck-QuickStep) e Clément Champoussin (AG2R Citroën).

“Foi ainda mais inacreditável do que a primeira vitória”, disse Storer após a etapa. “Houve uma grande luta pela fuga. Foi um daqueles dias épicos em que demorou mais de 80 quilómetros até que a fuga vingasse. Senti-me bem na última subida, e sabia exatamente o que precisava fazer: atacar”, contou o vencedor.

“Sonhei com um triunfo em etapa nesta Vuelta e agora tenho duas em 10 dias. É verdadeiramente inacreditável”, declarou Storer.

A mais de 12 minutos de distância dos fugitivos, no pelotão rebentou a batalha pela classificação geral quando o camisola vermelha Primoz Roglic (Jumbo-Visma) lançou um ataque surpresa no Puerto de Almachar.

PUB
Beeq

Ninguém foi capaz de seguir o esloveno na subida e parecia provável que ganhasse mais tempo aos seus adversários nesta etapa, mas na descida sofreu uma queda, após ter cometido um erro de condução numa curva, levando a bicicleta a derrapar. Roglic levantou-se em segundos, mas perdeu a vantagem para o grupo de perseguição, formado por Enric Mas, Miguel Angel López (Movistar) e Jack Haig (Bahrain Victorious), que cortou a meta a 11.49 minutos de Miachel Storer.

“Sem o acidente seria ainda melhor, não? Não foi tão mau. Um pouco de ação, hein? Sem risco, sem glória. Foi bom. Derrapei, deve estar bem comigo”, afirmou Roglic no final da jornada.

Apesar da exibição ofensiva, o esloveno cedeu a camisola vermelha a Odd Christian Eiking (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux), que integrou a fuga, passando a liderar a Vuelta com 58 segundos de vantagem sobre Guillaume Martin (Cofidis), outro integrante da escapada. Roglic desceu à terceira posição, a 2.17 minutos.

PUB
Nova Mondraker Dune

Entre os principais candidatos ao triunfo final, Egan Bernal e Adam Yates (ambos da Ineos) perdendo tempo mais uma vez.

Também vais gostar destes!