José Antonio Hermida é uma figura histórica do BTT espanhol, que conquistou a medalha de prata em XCO nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Hermida participou cinco vezes em Jogos Olímpicos, conquistou um Campeonato do Mundo, venceu várias provas da Taça Mundo XCO UCI e é ainda ex-número 1 do mundo nesta vertente do BTT. E agora aventura-se… no Titan Desert!

PUB
Orbea Genius Dealers

A vontade de competir deste ex-ciclista natural de Girona não tem fim. Ainda este ano, Hermida vai-se estrear numa prova do circuito Titan Series, mais precisamente no Škoda Titan Desert Almería, que acontece naquela região espanhola em Outubro.

“Estou numa nova fase da minha vida profissional. Mais tranquilo e fora da Taça do Mundo, mas num momento que me permite continuar a explorar os meus horizontes. Descubro outras formas de praticar BTT. E uma das experiências que me faltava era uma prova deste tipo, como o Škoda Titan Desert Almería”, comentou em entrevista à organização da prova.

Hermida declarou nas redes sociais que, embora conheça as provas Titan Desert, não sabe muito sobre os mais pequenos detalhes. “Sei muito e sei pouco ao mesmo tempo. Tive a oportunidade de reconhecer parte do terreno em Almería nos últimos dias, mas nunca competi lá e, além disso, sou um novato neste formato de provas. Estou ansioso por conhecer tudo isto em cima da bicicleta”, disse o espanhol.

Para liderar a prova, o segredo é treinar. Não existe muito mistério. Estar lá durante quatro dias requer estar em boa forma física. (José A. Hermida)

PUB
Giant TCR 2024

Não é o primeiro ícone do XCO a aventurar-se numa competição Titan Series. “Talvez me encontre com algum deles e lhes diga que vou a Almería, para ver que conselhos me podem dar. Posso perguntar sobre o tipo de pneus que levam ou como lidar com as ravinas, a areia, etc… Mas a minha ideia é descobrir tudo estando lá”, respondeu Hermida sobre se iria pedir ajuda a David Valero, Tomi Misser ou Carlos Coloma, por exemplo, outros espanhóis normalmente presentes no Titan.

No entanto, Hermida admite participar em mais provas Titan Series. “Com certeza. O bom do BTT é que nos permite experimentar muitos percursos, terrenos e lugares diferentes. Gosto muito de experimentar e de testar, de andar na areia, nas pedras, nas descidas. É isto a essência do ciclismo de montanha e com certeza que vou tentar participar noutras provas do universo Titan no futuro”, acabou por dizer.

Mais info:

Lê também:

Konny e Vera Looser conquistam Skoda Titan Desert Almería 2022

Imagens: Titan World Series (RPM Sports)

PUB
Giant TCR 2024

Também vais gostar destes!